Autoconhecimento

Sexta-feira 13: mito ou realidade?

Cientificamente ninguém pode provar se as superstições são reais ou não. Mas, a maioria dos jogadores toma o cuidado de entrar com o pé direito em campo. Pouca gente diz que acredita de verdade em superstições, mas a maioria evita passar por baixo de alguma escada

A verdade é que ninguém sabe como isso começou, mas todo mundo tem alguma superstição relacionada a sexta-feira 13. As superstições chegam a influenciar bastante a vida das pessoas no dia a dia, ao ponto de elas fazerem ou deixarem de fazer coisas por acreditarem que determinadas ações possam trazem azar ou, ao contrário, sorte.

Mas, será que isso existe mesmo?

Cientificamente ninguém pode provar se as superstições são reais ou não. Mas, a maioria dos jogadores toma o cuidado de entrar com o pé direito em campo. Pouca gente diz que acredita de verdade em superstições, mas a maioria evita passar por baixo de alguma escada. Superstição é acreditar que uma coisa causou outra, mesmo se não há evidência para isso. Mas, se ninguém consegue provar o contrário, talvez seja melhor prevenir do que remediar.

O fato é que a superstição pode funcionar se você acreditar piamente nela. A quantidade de energia psíquica e de emoção colocada no gesto é que vai fazer toda a diferença. Por exemplo, se você acredita (de verdade) no gesto de cruzar os dedos para atrair aquilo que você deseja, então você coloca emoção e energia naquilo que está fazendo, com certeza vai funcionar. A partir do momento que você coloca emoção e energia o ato deixa de ser um simples gesto e passa a ser um forte e poderoso ritual.

Mas, como faço para ‘colocar emoção’ na ação?

O primeiro passo é acreditar. Se você não acredita é melhor nem fazer. A fé é que move todo o processo. É preciso ter certeza absoluta de que aquilo vai funcionar. É esta certeza que causa a emoção de já ter conseguido alcançar seu objetivo. Esta emoção é que promove os milagres na nossa vida. É aquele sentimento que vem lá de dentro da alma e que nos faz arrepiar. Sabe quando a gente dá aquela respirada funda que termina com aquele sorriso de plenitude? É isso. Não podemos esquecer: o que é magia hoje pode ser ciência amanhã.

Thiago Guimarães é psicoterapeuta e autor do livro "O Segredo da Mulher Maravilha". Atende crianças, adolescentes, adultos e casais. Atua em Rio Preto, São Paulo e Rio de Janeiro. É palestrante, ministra cursos, workshops e escreve sobre relacionamento, comportamento e bem-estar. É colaborador de programas de televisão, jornais e revistas de circulação nacional. 

Por Da Redação em 12/12/2019 23:59