Redes Sociais

Cidades

Alunos de Rio Preto participam de reforma em escola por meio de oficinas sustentáveis

O novo ambiente de recreação está sendo construído com materiais recicláveis e com o auxílio dos alunos,que participam de atividades especiais, oferecidas em horários paralelos à grade curricular da escola

Publicado há

em

Um ambiente escolar agradável faz toda a diferença para a educação. E contar a ajuda dos alunos ao construir, reformar ou decorar esses ambientes, gerando não só descontração, mas também aprendizado e proximidade da criança com a escola é ainda melhor. Com essas propostas em mente, a Coopec, escola de Rio Preto, apostou em reformar o parquinho da Educação Infantil por meio de oficinas sustentáveis realizada junto com os alunos.  A finalização da atividade será no dia 13 de setembro, às 9h, na escola.

O novo ambiente de recreação está sendo construído com materiais recicláveis e com o auxílio dos alunos,que participam de atividades especiais, oferecidas em horários paralelos à grade curricular da escola. A ideia de reformar o ambiente e contar com a ajuda dos estudantes foi dos arquitetos Raquel e Luciano Ferreira, pais de alunos da Coopec. “Como os brinquedos precisavam de reforma ou troca devido ao tempo de uso, decidimos, junto com a direção da escola, repensar o espaço de brincar das crianças de uma forma colaborativa”, explica a arqui-teta. “Realizamos palestras para apresentar às criançasas diversas possibilidades de reaproveitar os pneus para fabricar brinquedos e, depois disso, elas mesmas
desenharam e inventaram os brinquedos que queriam construir no parquinho, como balanço, gangorra, parede de escalada, cavalinho, entre outros”, conta.

Além da reforma do ambiente de recreação das crianças,as oficinas têm o objetivo de ensinar princípios de sustentabilidade para as crianças. “A Coopec acredita que aprendizado e diversão caminham juntos. Por isso, por meio da brincadeira e do trabalho em equipe, elas compreenderam a importância de reaproveitar materiais que já haviam sido retirados da natureza, comenta a diretora pedagógica da escola, Moema Cotrim Saes.

Realizada com a participação das crianças, Raquel destaca que essa experiência ajudará a formar adultos conscientes da sustentabilidade. “Tal atividade é extremamente
positiva para o aprendizado, pois compreender que nosso planeta não é ilimitado em seus recursos faz com que a criança cresça com esse entendimento e leve esses valores para a vida”, afirma a arquiteta.

AS 10 MAIS LIDAS