Redes Sociais

Cidades

Fogo destrói parte de sobrado e mata cachorro asfixiado

Incêndio foi no bairro Brejo Alegre, em Rio Preto. Um dos animais de estimação da família, o cachorrinho Enzo, morreu entre as chamas. Os outros dois animais foram resgatados com vida

Publicado há

em

Um incêndio destruiu parte de um sobrado na manhã de quinta-feira, no bairro Brejo Alegre, em Rio Preto. No imóvel moram três pessoas, mas, na hora da ocorrência, ninguém estava no local. Um cachorro da raça Shih Tzu morreu asfixiado e outros dois foram resgatados com vida. As causas do incêndio são desconhecidas, mas os vizinhos suspeitam que tenham sido curto circuito.

De acordo com a aposentada Eva Picolo, de 66 anos, vizinha do imóvel destruído, as chamas se espalharam rapidamente. “Estava aqui em casa e comecei a escutar alguns estouros. Achei que fosse meu neto jogando bola, quando olhei por cima do muro vi a fumaça saindo pelas janelas. A parte debaixo do sobrado já estava toda em chamas”, disse ela.

O Corpo de Bombeiro foi acionado por populares, mas antes da chegada das viaturas, um dos filhos da agente de saúde Rosana Rocha Ramos, de 32 anos, dona do imóvel, conseguiu arrombar a porta da sala e resgatar a cadela Belinha e seu filhote Vitória, dois dos três cachorros da raça shih tzu que estavam no local do incêndio. 

Com a chegada dos bombeiros, o fogo foi rapidamente controlado e as chamas foram extintas e não atingiram imóveis vizinhos. Durante o trabalho de rescaldo, militares encontraram Enzo, o terceiro cãozinho, asfixiado atrás da geladeira.

A aposentada disse que a agente de saúde tinha acabado de reformar parte do sobrado e havia trocado parte dos móveis, e ao chegar do serviço e encontrar parte da casa totalmente destruída ficou completamente desamparada

“Ela ficou desesperada e chorou muito ao saber que um dos cachorros não havia sobrevivido. Além da dor da perda do animal, ela teve um prejuízo de mais R$4 mil. Ela é revendedora de cosméticos e o fogo destruiu tudo”, disse a aposentada. Peritos da Polícia Científica estiveram no local para investigar as causas do incêndio.

AS 10 MAIS LIDAS