Redes Sociais

Cidades

Daesp faz simulado de desastre aéreo no aeroporto de Rio Preto

Tradicional simulado, realizado a cada dois anos, será nesta quinta-feira (dia 10) a partir das 10h, com a participação de pelo menos 250 pessoas

Publicado há

em

O Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (DAESP) realiza nesta quinta-feira (dia 10), a partir das 10 horas, um simulado de desastre aéreo, que será realizado no Aeroporto Estadual “Eribelto Manoel Reino” Rio Preto. O simulado, que é realizado a cada dois anos, tem coordenação do 13º Grupamento de Bombeiros e terá participação de aproximadamente 250 pessoas, entre representantes da Prefeitura, Polícia Militar, Grupamento Aéreo da PM com o Águia, convênios particulares, hospitais, estudantes de Medicina da Famerp e Unilago, além de bombeiros civis da brigada de incêndio do aeroporto. A Prefeitura de São José do Rio Preto, por meio da Secretaria de Saúde, Defesa Civil e Guarda Municipal, também participa da ação.

De acordo com o setor de relações públicas dos Bombeiros, o simulado de queda de aeronave será realizado com um modelo Boeing 737-300, com capacidade para 140 passageiros, com vazamento de combustível na cabeceira da pista do Aeroporto de São José do Rio Preto.

“Será uma simulação de acidente com 50 vítimas, com os mais diversos níveis de gravidade“, explica o médico e diretor da Diretoria de Urgência e Emergência (DUE) da Secretaria de Saúde, André Luciano Baitello.

Durante a ação, cerca de 120 médicos, enfermeiros e socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), coordenados pelo médico Clemente Pezzarini, participarão da regulação das supostas vítimas para atendimento de urgência e hospitais. A ação será gravada e servirá como base para capacitações futuras e treinamentos entre os vários serviços envolvidos.

A Defesa Civil, segundo o coronel Ivano Pedro Rodrigues Filho, será responsável pelo suporte às equipes que trabalharão no simulado, com cinco técnicos. Já a Guarda Municipal, que contará com 12 oficiais no treinamento, segundo o coronel João Roque Borges de Souza, ficará responsável pela seleção de viaturas oficiais que entrarão na área de salvamento, bem como coordenação do trânsito nas áreas externa e interna do local.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o simulado tem como proposta dar início a treinamentos com base nos procedimentos que envolvem o atendimento de ocorrência dessa natureza, bem como, integrar os diversos órgãos do poder público.

AS 10 MAIS LIDAS