Redes Sociais

Cidades

Duas tentativas de homicídios são registradas em Rio Preto

Os crimes aconteceram na noite desta terça-feira (dia 14) nos bairros Castelinhos e Residencial Caetano; Nenhuma das vítimas corre risco de morte

Publicado há

em

Duas pessoas foram vítimas de tentative de homicídio na noite desta terça-feira (dia 13) em Rio Preto. No bairro Castelinho, um homem foi baleado no peito, próximo a rodovia BR-153. Horas depois, no bairro Residencial Caetano, um desconhecido atirou duas vezes contra um comerciante, que foi atingido por um tiro na perna. As vítimas não correm risco de morte.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, pouco depois das 19h, policiais rodoviários foram acionados para atender um acidente envolvendo um motociclista na rodovia BR-153, próximo ao bairro Castelinho.

No local do suposto acidente, agentes da PRF encontraram apenas a motocicleta do comerciante F.T.S., 39 anos, e, logo em seguida, foram informados pelos atendentes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Jaguaré, que um homem tinha dado entrada naquela unidade, vítima de disparo de arma de fogo.

O comerciante relatou que transitava pela BR-153 quando um desconhecido, em uma VW/Saveiro preta, emparelhou com a motocicleta e efetuou um único disparo, atingindo o peito da vítima.

Um segundo motociclista que passava pelo local socorreu a vítima até a UPA onde recebeu atendimento médico. Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) foram acionados para investigar o caso.

Ao recolherem a camiseta da vítima, os investigadores estranharam a marca de chamuscamento de pólvora no tecido, ou seja, existe a suspeita que o disparo possa ter sido efetuado a curta distância. Toda a veste da vítima foi encaminhada ao Instituto de Criminalista (IC) e passará por perícia.

No bairro Residencial Caetano, pouco antes da meia noite, o comerciante A.D.D., 48 anos, foi surpreendido por um desconhecido, que efetuou dois disparos em direção a vítima. Um dos tiros atingiu a perna da o comerciante, que foi socorrido até a UPA Norte e encaminhado para Santa Casa. O caso será investigado pela Polícia Civil. 

 

AS 10 MAIS LIDAS