Redes Sociais

Cidades

Polícia Militar apreende quatro pessoas com 5,3 quilos de maconha em Rio Preto

O flagrante aconteceu na noite desta quarta-feira, dia 13, no bairro Santo Antônio. Entre os quatros detidos, uma delas é um ex-agente penitenciário aposentado – morador de Araçatuba. A droga foi localizada por cães farejadores

Publicado há

em

Quatro pessoas, entre elas um ex-agente penitenciário aposentado, foram presas em flagrantes por tráfico de drogas na noite desta quarta-feira, dia 13, no bairro Santo Antônio. Foram apreendidos 5,3 quilos de maconha, droga que estava escondida em um porta-malas.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma equipe da Companhia de Ações Especiais (Caep) avistou quatro pessoas em atitude suspeita. Um casal, ao avistar a aproximação da viatura, entrou no imóvel.

Dois homens, um mecânico de 26 anos e um ex-agente penitenciário aposentado de 45 foram abordado, próximo de um carro com placas de Araçatuba. Foi feita busca pessoal e pelo veículo, nada de ilícito foi encontrado.

PMs também abordaram o casal que tinha entrado na casa. Na residência do garçom de 31 anos e de sua companheira, uma supervisora de 26, policiais também não encontraram drogas ou armas.

Porém, desconfiando da atitude do grupo, foi solicitado apoio da equipe de canil. Ao realizarem uma nova busca pelo carro, com auxilio de cães farejadores, foi localizado um fundo falso no porta-malas, onde estavam escondidos os tabletes de maconha.

Os dois ocupantes do automóvel disseram que não tinha conhecimento da droga e negaram a autoria. Quando o casal foi questionado, ambos confessaram que revendia para os outros abordados.

Todos foram levados para a Central de Flagrantes, o ex-agente penitenciário insistia em negar qualquer envolvimento. Foi feito contato com a Polícia Militar da cidade de Araçatuba que foi até a casa do agente aposentado. Lá encontraram mais entorpecentes, semelhantes ao apreendido em Rio Preto.

As quatro pessoas detidas foram indiciadas e responderão por tráfico de drogas e associação ao tráfico.

AS MAIS LIDAS