Redes Sociais

Cidades

Folião é eletrocutado em poste com câmera de empresa do Carnaval

Lucas Antônio Lacerda da Silva, de 22 anos, morreu eletrocutado na esquina das ruas da Consolação e Matias Aires, no domingo, dia 4

Publicado há

em

Em São Paulo, o estudante Lucas  Antônio Lacerda da Silva, de 22 anos, morreu eletrocutado na esquina das ruas da Consolação e Matias Aires, no domingo, dia 4. Ele estava com amigos curtindo a passagem do Bloco Acadêmicos do Baixo Augusta. Silva estava procurando um banheiro quando se apoiou em um poste de sinalização de pedestres e sofreu uma descarga elétrica. Ao cair desmaiado na calçada, o rapaz encostou o pescoço no equipamento e teve uma parada cardíaca. Foi socorrido e levado para a Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos.

Natural de Cardoso, o estudante vivia desde 2015 na capital para cursar a faculdade de Engenharia Biomédica na Universidade Federal do ABC. Ele era sobrinho da jornalista Claudia Lacerda, da Lacerda Comunicação. Na rede social, a tia do rapaz deixou um recado aos amigos e familiares:

“Queridos amigos. É com muita tristeza que informo a vocês que meu sobrinho Lucas, filho da Carla e do Lucio, que completou 22 anos dia 2 veio a falecer nesta data em São Paulo.  Estava no Carnaval de rua muito Feliz e teve uma descarga elétrica ao se apoiar em um poste. Estamos trazendo o corpo do meu Sobrinho Filho, para Cardoso onde será velado. Sem palavras peço orações para todos nós e para o nosso meninão encontrar seu caminho de luz. Obrigada”, consta na publicação. 

No poste em que Silva foi eletrocutado haviam sido instaladas duas câmeras de segurança da empresa GWA System, para monitorar a passagem do blocos na ´área central de São Paulo. A empresa foi contratada pela Dream Factory, que lamentou o ocorrido e afirmou que irá colaborar com as investigações. 

AS MAIS LIDAS