Redes Sociais

Cidades

Coronel da PM anuncia que Rio Preto contará com Cavalaria

Mesmo sem uma data definida, oficial Rogério Xavier afirmou que ainda existem pendências, mas que a cidade deverá receber nos próximos meses um grupamento

Publicado há

em

Rio Preto poderá contar novamente, nos próximos meses, com a cavalaria da Polícia Militar. A unidade poderá ser implantanda no Recinto de Exposições e será formada por um efetivo de 19 policias. Após deixar a tribuna do Encontro de Consegs (Conselho Comunitário de Segurança) da região do Deinter/CPI-5, que abrange as cidades do noroeste paulista, o coronel da Polícia Militar Rogério Xavier afirmou que a cidade voltará a contar com o regimento.

“O processo de implantar uma regional da cavalaria está bastante adiantado. Estamos acertando alguns detalhes com a prefeitura e com a Secretaria de Segurança Pública (SSP). Isto deverá ser ajustado nos próximos meses e em breve teremos uma regional da cavalaria em Rio Preto” disse. Atualmente, quando acontecem eventos de grande aglomeração de público, como em partidas de futebol, onde é necessário emprego da cavalaria, é preciso fazer solicitações para as unidades de Ribeirão Preto ou Bauru para que envie uma parte do efetivo. “Rio Preto foi uma das primeiras cidades do interior a ter uma representação desta modalidade de policiamento” afirmou o coronel.

“Em princípio, a unidade será composta por 19 militares. Mas não estaremos recebendo um aumento no efetivo, e sim realocando pessoas para que possa ser atendida esta nova modalidade”, diz.

Em março do ano passado, quando assumiu o posto de comandante do Comando de Policiamento Interior (CPI) 5, o coronel Xavier pleiteava a possibilidade de transformar a Companhia de Ações Especiais (Caep) em Batalhão de Ações Especiais (Baep).

“A Caep conseguiu nos três primeiros anos resultados expressivos. Ela potencializou a atuação das antigas forças táticas. Nosso foco sempre foi aumentar a estrutura e também expandir para outras regiões do CPI 5. Seria uma meta inaugurar um Baep, mas não temos recursos humanos. Precisaria de um efetivo maior, mas isto não é possível por um dispositivo da legislação, que é fixado em lei. Precisaria uma mudança nesta lei para só assim aumentar o efetivo na cidade” detalha o coronel.

Até o fechamento desta a Secretaria de Agricultura e Abastecimento não havia pronunciado sobre o assunto.

Conseg

Foi realizado na manhã desta quinta-feira, dia 26, o Encontro de Consegs (Conselho Comunitário de Segurança) da região do Deinter/CPI-5, área que abrange Rio Preto e cidades da região. Durante o evento, foram discutidos tópicos como a melhorias no serviço policial e novas estratégias para combater a criminalidade. Representantes da Polícia Militar e Civil de vários municípios do noroeste paulista participaram do ato.

“Por meio do Conseg a sociedade pode apresentar sugestões de maneiras organizadas para polícia. Ao final dos encontros são gerados relatórios, que seguem até a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e estes documentos são uma espécie de termômetro do que está acontecendo em determinada localidade. Assim podemos direcionar o efetivo policial para aquilo que a sociedade clama” conta o Coronel da Polícia Militar Rogério Xavier.

AS MAIS LIDAS