Redes Sociais

Cidades

Dois homicídios são registrados em Rio Preto em menos de 12 horas

Os crimes aconteceram entre o final da tarde de sábado, dia 5, e a madrugada deste domingo, 6, nos bairros Boa Vista e Santa Inês.

Publicado há

em

Em menos de 12 horas dois homicídios foram registrados em Rio Preto. O primeiro crime aconteceu no bairro Santa Inês, onde um aposentado de 71 anos foi baleado por um primo de 75 anos após uma briga. Horas depois, um desempregado de 32 anos foi encontrado morto com perfurações no tórax e ferimentos na cabeça  próximo a linha férrea no bairro Boa Vista.

A primeira morte, registrada no final da tarde de sábado, aconteceu no bairro Santa Inês. De acordo com o boletim de ocorrência, o aposentado Antonio Masciarello, 71 anos, por motivos não esclarecidos, se desentendeu com seu primo, um aposentado de 75 anos.

Durante a discussão, Masciarello armado com um facão, desferiu um golpe contra o braço do primo causando ferimentos. Neste momento o aposentado foi até sua casa e retornou com uma pistola.

Masciarello tentou fugiu, mas foi baleado. Vizinhos ouviram os disparos e acionaram a Polícia Militar. No local, policiais encontraram o aposentado ferido que relatou todo o ocorrido. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas a vítima já estava morta.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e liberado aos familiares. O autor dos disparos foi levado a Central de Flagrantes e confessou o crime. A arma usada e o facão foram apreendidos.

O segundo crime aconteceu as margens da linha férrea no bairro Boa Vista. Um maquinista avistou um corpo caído próximo aos trilhos e comunicou a Polícia Militar. No local indicado, policiais encontraram o corpo do desempregado Rafael Luiz Victorino Paglione, de 32 anos.

A vítima tinha duas perfurações no abdômen e um ferimento na cabeça. Um pedaço de madeira com resíduos de sangue foi localizado próximo ao corpo.

Após a conclusão dos peritos, o corpo foi encaminhado ao IML. O caso será apurado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

AS MAIS LIDAS