GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Cidades

Tradicionais feiras livres de Rio Preto geram 2 mil empregos e movimentam R$ 25 mi

nciado no município há 84 anos, esse tipo de comércio é um patrimônio histórico que resiste ao tempo e às mudanças de comportamento da sociedade

Tradição, clima familiar, qualidade de atendimento, produtos de origem e com qualidade, apoio aos pequenos produtores rurais e movimentação da economia local: as feiras livres em São José do Rio Preto são isso e muito mais.

Inciado no município há 84 anos, esse tipo de comércio é um patrimônio histórico que resiste ao tempo e às mudanças de comportamento da sociedade. Atualmente, a cidade conta com 284 feirantes ativos e 23 feiras espalhadas por todas as regiões.

Como forma de apoiar a categoria dos feirantes e impulsionar as economias ligadas aos pequenos produtores rurais, a Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento lançou neste ano um plano de revitalização das feiras livres.

A primeira medida consiste em parceria com o Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, que realizou um diagnóstico das feiras em Rio Preto e, a partir disso, vem desenvolvendo capacitações que atendem às necessidades de gestão específicas aos feirantes. Os interessados podem ter acesso aos meios de formalização e crédito facilitado para investimento no próprio negócio.

Outra novidade nas feiras livres de Rio Preto é a implantação de banheiro móvel, uma solução que está em fase de implementação e que trará mais conforto aos frequentadores das feiras. Uma terceira conquista será a padronização das bancas de feiras, hoje em fase de planejamento. A reformulação vai unificar a identidade visual das bancas, tornando os espaços das feiras mais agradáveis e atrativos.

Estima-se que o comércio nas feiras livres de Rio Preto movimenta mais de R$ 25 milhões ao ano, com geração de 2 mil empregos diretos e indiretos. Uma movimentação econômica que circula no próprio município.

Feiras Livres em São José do Rio Preto

3ª feira

Ercília: rua José de Alencar – 06:30 às 11:00

Ouro Verde: rua Caetano Elzo Rogério – 06:30 às 11:00

João Paulo II: av. Almeirinda Amaral – 06:30 às 11:00

4ª feira

Anchieta: av. 25 de Janeiro – 06:30 às 11:00

Eldorado: rua Nhandeara – 06:30 às 11:00

São Manoel: rua Paulo Santos – 06:30 às 11:00

Jd. Alto Rio Preto: rua Noruega – 17:00 às 20:00 (NOTURNA)

5ª feira

Vila Aurora: rua Santa Maria – 06:30 às 11:00

CECAP: rua Arnaldo Affini – 06:30 às 11:00

Jd. Canaã: rua General Osório – 06:30 às 11:00

6ª feira

Jd. Paulista: rua Bandeirantes – 06:30 às 11:00

Soraya: rua Elizabete – 06:30 às 11:00

Solo Sagrado: rua José Lopes – 06:30 às 11:00

Zé Menino: rua Abrão Maragel – 17:00 às 20:00 (NOTURNA)

Sábado

Imperial: rua Benjamin Constant – 06:30 às 12:00

Esplanada: rua Dom Pedro I – 06:30 às 12:00

Cidade Nova: rua Otávio Pinto César – 06:30 às 11:30

São Deocleciano: ao lado da Igreja – 06:30 às 11:30

Domingo

Boa Vista: rua Lafaiete Spinola Castro – 06:30 às 12:00

Ipiranga: av. Castro Alves – 06:30 às 12:00

Solo Sagrado: rua Joaquim L. Silva – 06:30 às 12:00

Vila Toninho: rua Antonio L. Santos – 06:30 às 12:00

Guiomar A. Calil: av. Romano Calil – 06:30 às 12:00

* Não há feiras às segundas-feiras.

 

Feiras em condomínios

Rio Preto também conta, hoje, com oito feiras livres em Condomínios ou Loteamentos Fechados administrados por Associação de Moradores, conforme regulamentação do decreto 17.927/2017.

Nesse contexto, cabe à Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, além da inscrição dos feirantes devidamente habilitados com Alvará de Funcionamento, firmar Termo de Cooperação com o condomínio ou a Associação de Moradores para a implantação da feira e fiscalizá-la, em caso de denúncia por irregularidades.

 

Por Da Redação em 11/01/2019 às 10:10
JK Essencial Residence