GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Cidades

Procon dá dicas para fazer uma boa compra na Páscoa

Planejar e comparar os preços dos produtos em diferentes estabelecimentos antes de decidir onde comprar é fundamental para conseguir uma boa economia

Com a proximidade da Páscoa, o PROCON Rio Preto alerta os consumidores e oferece dicas para quem pretende ir às compras dos produtos típicos da data.

Planejar e comparar os preços antes de decidir onde comprar é fundamental para conseguir uma boa economia, por isso, o site da Fundação Procon-SP disponibilizou uma pesquisa comparativa de preços praticados por estabelecimentos de São José do Rio Preto com produtos típicos da Páscoa. Ao todo, foram 121 itens pesquisados, incluindo tabletes de chocolate, bolos e ovos de Páscoa, além de bombons.  Para conferir a pesquisa, basta acessar o site da Fundação (www.Procon.sp.gov.br). 

A diferença de preço de um ovo de personagens animados que vem acompanhado com brinquedos ou acessórios, para um sem brindes, é bem grande. O ideal para o consumidor que está fugindo dos preços altos dos ovos de chocolate é que evite levar as crianças na hora de escolher o que comprar, pois elas são facilmente impactadas pelo marketing e embalagem dos produtos mais caros e podem acabar influenciando na escolha.

“Para ovos de personagens infantis, acompanhados de brinquedos e acessórios, é válido lembrar que na embalagem do produto deve conter o selo do INMETRO e identificação da faixa etária indicada, para evitar qualquer tipo de risco à saúde das crianças”, informa o diretor do PROCON Rio Preto, Prof. Arnaldo Vieira.

Vieira também orienta sobre a comercialização de chocolates artesanais. “Produtos de fabricação caseira devem seguir as mesmas regras que os produtos industriais, por exemplo, a embalagem deve ser conservada e no rótulo deve conter todas as informações obrigatórias, como peso, composição do produto e, principalmente, a data de validade”.

Em relação à publicidade enganosa e descumprimento da oferta, bem como irregularidades nos produtos, o consumidor pode procurar o PROCON para registrar a queixa.

Por Da Redação em 12/04/2019 às 10:50
TerrasAlphaville