GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Cidades

Previous Next

Rio Preto ganha Batalhão de Ações Especiais da PM

O 9° Baep tem como principal objetivo de combater a criminalidade de maneira ostensiva. Solenidade e início das atividades foram na manhã de quinta-feira, dia 11

O 9° Batalhão de Operações Especiais (Baep) da Polícia Militar iniciou oficialmente as atividades na manhã desta quinta-feira, dia 11, em Rio Preto e região. A nova unidade é treinada para combater a criminalidade de maneira ostensiva porque as equipes atuam de forma semelhante aos padrões da Ronda Ostensivas Tobias Aguiar (Rota). O efetivo também dobrou, antes a Companhia de Ações Especiais (Caep) contava com 108 policiais, agora são 228, além da ampliação de recursos e viaturas.

“O 9° Batalhão foi criado para justamente proporcionar maior segurança nos 96 municípios desta região. Os indicadores criminais de Rio Preto e das demais cidades são muito bons e favoráveis. Agora com o Baep vai potencializar ainda mais e teremos condições de aperfeiçoar esse recurso e garantir maior segurança e as ações preventivas e repressivas contra a criminalidade”, afirma o coronel Luiz Henrique di Jacinto Santos, responsável pelo CPI-5.

O coronel também explicou sobre a mudança de companhia para batalhão. “A Companhia de Ações Especiais (Caep) tinha um efetivo de 108 policiais. Já o de Batalhão de Ações Especiais (Baep) passou a contar com 228 policiais. A ampliação não foi apenas no efetivo, também houve aumento nos recursos. O Baep conta com 28 viaturas”, explica.

O Destacamento de Polícia Montada, conhecida popularmente como ‘Cavalaria’ também está anexado ao Baep. A unidade, composta por 18 policiais militares e 12 cavalos, atua no patrulhamento na área central e também nas imediações de estádios em dias de jogos, recintos de shows durante eventos ou em grandes manifestações a fim de garantir a segurança das pessoas. “Inegavelmente a chegada do Baep é um instrumento o mais colocado à disposição da população quando o assunto é segurança pública”, disse o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo.

Treinamento

Para implantação do Baep, o efetivo empregado passou por treinamento entre os dias 25 de fevereiro e 10 de abril. As atividades, coordenadas e aplicadas pelo Comando de Policiamento de Choque (CPChq), abordaram disciplinas específicas do treinamento da Ronda Ostensiva Tobias de Aguiar (Rota), do 2º e 3º Batalhões de Policiamento de Choque (CPChq) do Comando e Operações Especiais (COE) e do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate),como explica o Tenente Coronel do 9° Baep, Pedro Augusto Martins Ribeiro.

“Foram cinco semanas de atividades intensas para deixar os policiais capacitados para ações especiais que acontecerão em nossa região. As primeiras companhias já estão nas ruas nesta quinta-feira e vamos atuar 24 horas em nossa região. O treinamento foi desenvolvido para todos os integrantes do grupo, mas também temos equipes especializadas dentro do batalhão, por exemplo, a cavalaria e canil”, conta.

Ações criminosas nunca antes vistas na região de Rio Preto foram registradas nos últimos anos, como o assaltado ao Walmart em dezembro de 2016, onde pela primeira vez no município, criminosos utilizaram fuzis e no caso mais recente, o ‘arsenal guerra’ apreendido pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) no bairro Macedo Teles, no mês passado, mostra a migração da criminalidade.

Questionado sobre este tipo de ação o tenente coronel afirma que a PM está pronta para enfrentar este tipo de ação criminosa. “Estamos preparado estrategicamente para qualquer tipo de ação destas quadrilhas criminosas em nossa região. Sabemos a forma que eles atuam e estamos aptos para agir. Temos equipes e armamentos suficientes para conter essas agressões em nossa região. Hoje contamos com armamentos de grosso calibre como fuzis 762 entre outros materiais bélicos”, afirma Pedro Augusto Martins Ribeiro.

 

 

Por Alex Pelicer em 11/04/2019 às 23:59
TerrasAlphaville