GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Cidades

Corpo de jovem é encontrado e suspeito de feminicídio tentava fugir para o Paraguai

O corpo da vendedora Daíra Nogueira dos Santos, de 22 anos, foi encontrado na tarde desta quarta-feira, dia 11, próximo a Ibirá. A jovem, que estava desaparecida desde segunda-feira, 9, foi morta com um tiro no rosto. O suspeito, um homem de 38 anos, foi preso na rodovia Assis Chateaubriand (SP-425) próximo a Penápolis

Um homem de 38 anos, suspeito de matar a vendedora Daíra Nogueira dos Santos, de 22 anos, foi preso pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE) na tarde desta quarta-feira, dia 11, em Penápolis. Ele tentava fugir para o Paraguai. O corpo da jovem foi localizado em uma área de mata no município de Ibirá por investigadores da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). A vítima desapareceu na tarde de segunda-feira, 9, em Rio Preto. Amigos e familiares se mobilizaram pelas redes sociais em buscada da jovem. O caso foi registrado como feminicídio.

Segundo informações da delegada da DDM, Cristina Sant’Ana, o suspeito e a vítima tinha um relacionamento amoroso e um desentendimento entre eles teria sido o motivo do crime “Ele confessou o feminicídio, disse que saia ocasionalmente com a vítima, mantinham uma espécie de relacionamento amoroso. Há alguns dias, por motivos não dito, ela teria batido  no rosto dele. Não dá para afirmar ainda que foi premeditado, mas aparentemente sim, pois o autor estava armado, levou a vítima até um lugar ermo, na beira da rodovia e atirou contra o rosto dela. Então, supõe-se que ele tinha tudo arquitetado”, afirma.

A Polícia Civil começou a investigar o caso após familiares da vendedora registrarem um boletim de ocorrência do desaparecimento dela na tarde de terça-feira, 10. Testemunhas relataram que a vítima poderia ter viajado com o suspeito para Catanduva no final da tarde de segunda-feira, 9. “Logo que soubemos do desaparecimento, investigadores começaram a fazer os primeiros levantamentos e descobrimos informações sobre o autor e que ele tinha fugido da cidade. A Polícia Rodoviária Estadual foi informada e fez a abordagem dele já em outro município” conta a delegada da DDM.

O homem foi preso na rodovia Assis Chateaubriand (SP-425) próximo a Penápolis. Ele teria confessado o crime e disse também que estava fugindo para o Paraguai. O suspeito foi conduzido para Delegacia de Polícia daquele município e, após prestar depoimento, foi encaminhado para Rio Preto. 

Já na região, acompanhado de policiais civis, o suspeito apontou o local onde assassinou a jovem. “O corpo já estava em processo de putrefação e não foi possível saber se ela sofreu algum tipo de violência antes de ser assassinada. Por isso vamos aguardar os resultados dos exames necroscópicos que serão feitos no Instituto Médico Legal (IML). A arma do crime ainda não foi localizada”, diz a delegada.

O suspeito já tinha outras passagens criminais. “Ele afirmou que saiu recentemente da cadeia, mas não falou qual crime praticou. O autor ficará preso e responderá pelo homicídio qualificado, com a qualificante de feminicídio e motivo fútil, também por ocultação de cadáver” afirma Cristina.

Por Alex Pelicer em 11/09/2019 às 19:00
TerrasAlphaville