GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Cidades

Prazo para aderir ao PPI termina nesta terça-feira, dia 3

Podem ser pagas, por exemplo, dívidas com o IPTU ou ISS, inclusive as que estejam inscritas ou não em dívida ativa

Contribuintes, pessoa física ou jurídica, com dívidas junta a Prefeitura tem até esta terça-feira, dia 3, para aderir ao Programa de Pagamento Incentivado (PPI), com descontos em juros e multas.

De acordo com o secretário da Fazenda, Angelo Bevilacqua, foram arrecadados até sexta-feira, dia 29, R$ 5.308.657, com a adesão de quase 2 mil contribuintes. “Gostaria de chamar a população, aqueles que devem à Prefeitura, que procurem os locais indicados para quitar suas dívidas. Temos que diminuir a dívida ativa que é muito alta, fazer obras e pagar todos nossos custos. Contamos com todos já que é uma situação muito boa, com descontos de 100% nos juros e multas”, destacou Bevilacqua.

Esse será o último PPI, já que no próximo ano, a lei eleitoral proíbe incentivos fiscais em anos eleitorais. Podem ser pagas, por exemplo, dívidas com o IPTU ou ISS, inclusive as que estejam inscritas ou não em dívida ativa até 15/03/2019, ajuizadas ou não, parceladas ou reparceladas.

Os benefícios são 100% dos juros e multa de mora para pagamento, à vista, e de 30% para antecipação, à vista, das parcelas a vencer. Para aderir ao programa basta comparecer ao Poupatempo (Rua Antônio de Godoy, 3033) ou ao Ganha Tempo no Shopping Cidade Norte (Avenida Alfredo Antonio de Oliveira, 2077) ou pelo portal da Prefeitura exclusivamente para pagamento a vista com 100% de desconto dos juros e das multas.

Todos os devedores podem aderir ao PPI da Prefeitura. Atualmente a dívida ativa do município é de R$ 1,2 bilhão.

Dívidas que podem ser quitadas:

- ISSQN retido na fonte
- Decorrentes de multas de trânsito
- De água e esgoto
- Débitos do Simples Nacional administrados pela União
- Relativos às dívidas de servidores junto à administração pública
- Relativos a multas contratuais

Por Da Redação em 03/12/2019 às 09:55
TerrasAlphaville