Cidades

Prefeito assina três ordens de serviço no valor de R$ 5,2 milhões

Serão construídos três novos terminais, e reformados o Velório do Cemitério São João Batista e o viaduto Abreu Sodré

O prefeito de Rio Preto Edinho Araújo assinou na tarde desta terça-feira, dia 14, ordens de serviço para início da construção de três novos mini-terminais, reforma do velório São João Batista e obras de manutenção no viaduto Abreu Sodré, na Avenida Alberto Andaló. Os investimentos somam R$ 5,2 milhões.

Os mini-terminais fazem parte do programa de Mobilidade Urbana do município e serão implantados nas avenidas Fortunato Ernesto Vetorazzo, Brigadeiro Faria Lima (plataforma 1 em frente ao Hospital de Base e plataforma 2 em frente ao Teatro Municipal Humberto Sinibaldi Neto) e avenida Anísio Haddad (plataforma 1 em frente ao Estádio Anísio Haddad e plataforma 2 em frente ao Rio Preto Shopping Center).

As estruturas para embarque e desembarque de passageiros contarão com pisos em placas de concreto, fechamento em vidro, cobertura metálica, forro e madeira sintética, com toda acessibilidade (rampas, sinalização e lombofaixas). O investimento total é de R$ 3,1 milhões. A empresa Constroeste, vencedora da licitação, tem prazo de quatro meses para concluir o serviço.

Enquanto os mini-terminais das avenidas Brigadeiro Faria Lima e Anísio Haddad ficarão nas laterais das vias, o da Fortunato Ernesto Vetorazzo será implantado no canteiro central, próximo a região da Cecap.

“Na Vetorazzo existe uma dificuldade maior de implantação nas laterais por questão viária e do lado positivo existe uma largura muito favorável no canteiro central da avenida. São obras muito positivas para a mobilidade urbana e vão trazer maior bem-estar aos usuários do transporte público”, afirma o engenheiro responsável pela Constroeste Denner Fernandes.

Abreu Sodré

A segunda ordem de serviço autorizada pelo prefeito Edinho diz respeito a obras de recuperação e manutenção do viaduto da Abreu Sodré. A empresa Capi Engenharia, vencedora da licitação, será responsável por intervenções na estrutura do viaduto que visam garantir segurança aos motoristas que trafegam pelo local. O prazo para conclusão é de quatro meses e custo de R$ 693 mil.

O viaduto, com mais de 60 anos, vai passar por correção no concreto que em algumas partes sofreu oxidação com o tempo, reforço nas juntas de dilatação e impedir infiltrações entre os vãos do viaduto.

“São obras pontuais, minimalistas, recuperar as fissuras que acontecem normalmente em uma obra desta idade. Recuperar pilares que tiveram até mesmo infiltração em suas bases. Isso nunca havia sido feito antes”, explica o secretário de Obras, Sérgio Issas.

Não haverá interrupção do trânsito no viaduto, apenas o estreitamento da via que passará de quatro faixas de rolamento para duas. A obra foi dividida em três etapas, ou seja, assim que uma for concluída, avança-se para a seguinte, evitando com isso mais transtornos aos motoristas.

“Separamos o viaduto em três, nas laterais e no centro do viaduto para que tenhamos no período o fluxo do trânsito fluindo. Teremos duas faixas, nos dois sentidos, garantindo o direito de ir e vir dos motoristas”, diz o secretário de Trânsito Amaury Hernandes.

Reforma São João Batista

A última obra autorizada nesta terça-feira é a reforma, ampliação e adequação do velório municipal São João Batista. O espaço será todo modernizado com banheiros novos, troca do telhado, piso e todo o fechamento da estrutura que vai receber ambientes climatizados.

A empresa que vai executar o serviço é a Grall Engenharia e Construção, com prazo de conclusão de cinco meses. Serão investidos R$ 1,3 milhões.

O prefeito Edinho Araújo destacou a importância dos serviços. “São obras que vão desde a questão da mobilidade urbana, com implantação de novos e estratégicos mini-terminais, segurança no viaduto Abreu Sodré e dignidade as famílias que utilizam o velório em um momento tão triste de suas vidas”, destacou.

Por Da Redação em 15/01/2020 09:45