Cidades

Secretário se reúne com vereadores para explicar medidas de contenção ao Covid-19

A reunião entre o Comitê de Enfrentamento da Crise, o prefeito e os dezessete vereadores será presencial no auditório do nono andar da Prefeitura

Embora extremamente diplomático, o secretário de Saúde, Aldenis Borin, disse que na reunião desta quinta-feira, dia 2 de abril, às 15h, no auditório do nono andar da Prefeitura, vai deixar claro aos vereadores que é perigoso relaxar a quarentena e o isolamento social em Rio Preto impostos pelos dois decretos emitidos pelo prefeito Edinho Araújo, MDB. Eles decretaram estado de calamidade pública até o dia 15 de abril e determinaram quais empresas podem abrir nesse período.


A reunião foi pedida pelo presidente da Câmara, Paulo Pauléra, PP. Os vereadores e a Câmara estão sofrendo pressão de autônomos e empresários que tiveram que fechar as portas e pedem que o isolamento social termine dia 5 de abril. A Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto (Acirp) fez a mesma solicitação ao prefeito. Reunião na qual o assunto seria discutido foi cancelada pelo prefeito. Ele anunciou que vai fazer essa análise dia 7 de abril, prazo final do decreto estadual que regulou no território paulista a abertura de empresas que não são consideradas essenciais.


Borín sabe que os vereadores vão fazer pressão para que a medida seja revogada o quanto antes, mas ele deixou claro que, embora o Poder Legislativo tenha todo o direito às explicações, vai deixar claro que o fim ou relaxamento das regras vai causar graves problemas de saúde pública e a pasta pode perder o controle da contenção da pandemia pelo corona vírus na cidade. “Teríamos uma sem precedentes se abríssemos agora”.


Ele também disse que, embora a reunião seja presencial, o local é grande (um auditório com mais de duzentos lugares) e todos vão manter uma distância recomendada entre eles e que a higienização será adequada. Participam 17 vereadores, o prefeito e seus assessores e o Comitê de Enfrentamento da Crise na cidade, composto por seis pessoas. As janelas do local ficarão abertas.

Por Rubens Celso Cri em 02/04/2020 12:44
TerrasAlphaville