Cidades

Rio Preto ultrapassa a marca de 100 mortes em decorrência da Covid-19

Segundo dados da Secretaria de Saúde, outras 1.278 pessoas ainda são consideradas transmissoras ativas do novo coronavírus

Na tarde dessa segunda-feira, dia 6, a gerente da Vigilância Epidemiológica, Andréia Negri, atualizou os dados sobre a pandemia de Covid-19 em Rio Preto. Com 63 novas confirmações, Rio Preto registra 3.431 casos para o novo coronavírus. Desde o primeiro caso confirmado na cidade, no dia 12 de março, já foram registradas 26.756 notificações de casos suspeitos do novo coronavírus. Nesse mesmo período, 18.727 pessoas foram testadas, o que corresponde 70% dos casos notificados, outros 15.296 testes deram negativo para a doença. 

Dos 3.431 casos confirmados, um percentual de 60% das pessoas já são consideradas recuperadas da doença, um total de 2.049 pacientes. Outras 104 pessoas morreram por complicações do novo coronavírus. Somente nas últimas 24 horas foram confirmados mais nove óbitos. Esse é o maior número de óbitos registrados em um único dia em Rio Preto.

Segundo dados da Secretaria de Saúde, outras 1.278 pessoas ainda são consideradas transmissoras ativas do Covid-19. Esse número é obtido pela subtração do número de óbito e de recuperados do número total de casos. Do número total de confirmados, 647 são de profissionais da Saúde. Negri ainda se mostrou preocupada com o coeficiênte de incidência de novos casos, que está em 744 para cada 100 mil habitantes. "Esse número é acumulativo, mas ele vem aumento muito de um dia para o outro, e isso é preocupante".

INTERNADOS

Negri também detalhou o número de pacientes internados em Rio Preto, tanto por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), como por Covid-19. Desde o início da pandemia, 1.589 pessoas precisaram ser internadas. Até a noite do último domingo, dia 5, 274 pacientes ainda permaneciam internados, sendo 182 em enfermarias e 92 em Unidades de Terapia Utensiva (UTI). Esses números vem aumento todo dia e gerando preocupação no Comitê de Enfrentamento à Pandemia da Covid-19.

 

Por Da Redação em 06/07/2020 15:49