Cidades

Rumo apresenta traçado final do contorno ferroviário em Rio Preto

Contorno na cidade terá 52 quilômetros e as obras serão iniciadas no primeiro trimestre de 2023

 

Rumo, empresa concessionária da malha paulista, apresentou na tarde desta quinta-feira, dia 6, o traçado final do contorno ferroviário de São José do Rio Preto.

A obra terá uma extensão de 52 km, com faixa de domínio de 40 metros para cada lado da via, com aproximadamente 25 obras de arte, sendo 20 viadutos ferroviários e cinco pontes. Serão três anos de obras com previsão de início para o 1º trimestre de 2023 e término no 1º trimestre de 2026.

Serão investidos aproximadamente R$ 500 milhões para a obra do contorno ferroviário ao longo dos próximos anos, na região de Rio Preto. Cerca de 500 empregos diretos e indiretos deverão ser gerados com o início das obras, podendo chegar a 1 mil postos no pico dos trabalhos.

Em setembro de 2019, a Rumo protocolou junto à Cetesb o pedido de licença ambiental para início das obras do contorno ferroviário. A estimativa da empresa é que a licença seja obtida até setembro de 2022.

Atualmente em Rio Preto, a malha férrea tem extensão aproximada de 15 quilômetros, em diversos pontos a ferrovia e as avenidas se cruzam atrapalhando o trânsito no local. Com o contorno ferroviário será possível desviar os trens do centro da cidade.

Segundo informações da Rumo, o novo traçado ficará distante no mínimo 10 quilômetros do território urbano, ou seja, bem longe das rodovias e das avenidas da cidade. Com isso poderemos transitar com nossas composições a uma velocidade máxima de até 80km/h, quase o triplo do permitido atualmente no trecho urbano. Esse crescimento irá possibilitar maior escoamento da produção, aumentando das atuais 35 milhões de toneladas para 75 milhões de toneladas por ano.

O prefeito Edinho falou sobre o desejo antigo de retirar os trilhos do perímetro urbano de Rio Preto.

"Apoio o projeto e não tenho dúvidas de que ele trará investimentos e geração de empregos para toda a nossa região. Estamos diante do progresso, da mudança que irá transformar a nossa realidade", completou Edinho.

O contrato de prorrogação da concessão da malha ferroviária paulista, que venceria em 2028, foi renovado de forma antecipada no final de maio por mais 30 anos.

Além do prefeito Edinho Araújo, participaram da reunião Josiane Amoriele, secretária de Comunicação da Prefeitura de Rio Preto, Israel Cestari, secretário de Planejamento Estratégico, Zeca Moreira, chefe de Gabinete e Jair Moretti, secretário de Governo. André Ricardo Vieira, prefeito de Mirassol, Luiz Antonio Tobardini, prefeito de Bady Bassitt, Paulo Ricardo Beolchi de Lucas, prefeito de Cedral e Vandil Baptista Casemiro e o deputado Estadual Itamar Borges. Paulo Pauléra esteve na reunião como presidente da Câmara de Vereadores. Representando a Rumo, Rodrigo Verardino De Stéfani, Relações Governamentais e Ray William Morais Ferraz, especialista em Engenharia.

 

Fotos: Ivan Feitosa/Pref. Rio Preto.

Por Da Redação em 06/08/2020 18:00