Redes Sociais

Cidades

Prefeitura apresenta plano de transformação planejada para arborização do Calçadão

Ação é uma força-tarefa entre as secretarias de Desenvolvimento Econômico, Obras, Planejamento, Serviços Gerais, Trânsito, Meio Ambiente e a Empresa Municipal de Urbanismo

Publicado há

em

Próximo da conclusão das obras de revitalização do Calçadão, que recebeu revestimentos, colocação de pavimento de piso intertravado, recuperação do pavimento asfáltico, construção de novas calçadas e alargamento das mesmas, troca e manutenção da rede de água, esgoto e galerias pluviais, a obra entra agora na fase final, a de arborização.

As obras de revitalização do Calçadão de Rio Preto começaram em fevereiro deste ano e contempla 10 quadras entre as ruas Prudente de Morais e Silva Jardim, Voluntários de São Paulo e Coronel Spínola de Castro.

“Tivemos uma mudança de conceito na região Central. Ruas que antes eram consideradas somente para passeio agora serão para melhorar a fluidez do trânsito, como no caso da Bernardino de Campos que liga a cidade de ponta a ponta. O plantio e replantio de árvores está acontecendo neste momento”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Luís de Souza.

No total, 43 árvores foram retiradas da região, sendo que cinco delas estavam condenadas e corriam o risco de cair a qualquer momento. Das espécies retiradas, 12 delas eram palmeiras e foram replantadas no Anel Viário da região do Residencial Palestra. Deste total, apenas uma não vingou.

“É preciso analisar as árvores em seu conjunto, de dentro pra fora. Muitos exemplares com mais de 80 anos foram impactados pelo crescimento urbano, sem planejamento de arborização. Ao longo da história de Rio Preto, árvores sofreram com corte de raízes e, por isso, muitas estavam condenadas e precisaram ser suprimidas”, explicou a secretária de Meio Ambiente, Kátia Penteado.

Ainda segundo Kátia, as palmeiras são plantas muito usadas para projetos de paisagismo, compondo a diversidade das espécies presentes no Calçadão.

Além do replantio das palmeiras no Residencial Palestra, seis árvores de porte médio foram plantadas na Praça Ruy Barbosa e também 11 palmeiras-triangular jovens. Com o projeto, outras dezenas de exemplares serão replantados ao longo do Calçadão de Rio Preto, superando o número de espécies que existiam anteriormente.

Outra novidade importante é com relação ao alargamento das ruas na região, o que agora permite a entrada de viaturas do Corpo de Bombeiros no local.

“Pensamos em modernizar a área, mas acima de tudo em adequar o espaço para receber viaturas do Corpo de Bombeiros, que antes não conseguiam acessar o local. Se alguma intercorrência fosse registrada no Calçadão, como um incêndio, não seria possível contar com o apoio da brigada”, destacou Jorge Luís.

AS MAIS LIDAS