Cidades

Violência doméstica: polícia encontra agressor dormindo

Vítima disse que não queria que o homem fosse preso. Ela falou que chamou a polícia apenas para dar um susto no companheiro

Segundo boletim de ocorrência, uma mulher de 49 anos seria a vítima da violência doméstica. Ontem (14), por volta das 18h40, a Polícia Militar foi chamada até uma residência na rua José Cavalari, no bairro Jaguaré, em São José do Rio Preto, para atender uma ocorrência de violência contra uma mulher.

Chegando ao endereço uma criança que estava na rua disse que o padrasto teria agredido a mãe dela. Na verdade, é a avó, mas como ela tem a guarda da criança, ela a chama de mãe.

Ao conversarem com a vítima, ele disse que tinha sido agredida nos braços e no rosto e que esta não seria a primeira vez que isso acontece e que a Polícia Militar já tinha sido chamada em outras ocasiões.

O motivo da briga de ontem foi porque a vítima não quis entregar o cartão para o homem. A mulher disse ainda que o agressor teria quebrado vários objetos dentro de casa.

Quando a polícia chegou até lá o agressor estava dormindo. Ele foi acordado e conduzido até a delegacia.

Já na delegacia, a vítima disse que ele é um homem trabalhador, mas que sofre de transtornos bipolares e inclusive faz uso de medicamentos de uso controlado, mas que há três meses está sem tomar a medicação. Informou também que o homem tinha ingerido bebida alcoólica e que ao recusar entregar o cartão para ele, o homem teria apenas segurado no braço dela.

A criança, quando foi perguntada pela vítima se o homem era uma boa pessoa, a criança acabou confirmando. A mulher disse que não queria que ele fosse preso, queria apenas dar um susto nele.

O homem já tem passagem pela polícia por outros crimes. A Delegacia de Defesa da Mulher vai investigar o caso. Ninguém foi preso.

Por Fabrício Santana em 15/09/2020 15:30