Cidades

Rapaz que vendia droga em salão de cabeleireiro é preso em Rio Preto

Esposa disse que sabia que o marido era traficante e que em muitas vezes era ela quem recebia o entorpecente do fornecedor

Por volta das 16h30 de ontem (27), a Polícia Militar fazia o patrulhamento de rotina quando recebeu uma denúncia de que um rapaz identificado com Juninho, de 25 anos, que morava em uma casa na rua Henrique Geraldo Franchini, no bairro Dom Lafaiete Libânio, em São José do Rio Preto e estaria traficando drogas.

Os policiais foram até o endereço da denúncia e lá chegando encontraram Juninho. Ele mora em uma residência que fica nos fundos de outra casa. Imediatamente ele foi abordado e em revista pessoal nada de ilícito foi encontrado. Durante a entrevista que a polícia fez com ele, Juninho acabou confessando que tinha droga guardada em casa.

Já dentro do imóvel os policiais encontraram 74 porções de maconha que estavam em uma gaveta de um armário na cozinha. No quarto eles encontraram dentro do guarda-roupas uma faca grande, um rolo de filme plástico, R$ 46 em dinheiro e cinco comprimidos de ecstasy.

Durante as buscas Juninho disse que a esposa Patrícia, de 22 anos, estava tomando banho. Logo após terminar o banho a mulher também acompanhou as buscas. Enquanto o casal ficou na casa com um policial, outro foi até o salão de cabeleireiro do rapaz que fica um quarteirão abaixo da residência e lá encontrou dentro de uma caixa no banheiro mais meio tijolo de maconha.

O policial militar pegou a droga e retornou para a residência. Juninho confessou que vende drogas no local e que o fornecedor seria um rapaz identificado apenas como “Pescoço” que seria morador do bairro Higienópolis.

Patrícia confessou que sabia que o marido vendia drogas e que inclusive quando Pescoço entregava o entorpecente, era ela quem saia ao portão para receber a encomenda e fazer o pagamento.

Os dois foram levados para a delegacia e tiveram os celulares apreendidos. Toda a droga encontrada e os outros materiais como faca e dinheiro também foram apreendidos. Patrícia foi ouvida e liberada, mas será investigada. Juninho foi preso e vai responder pelo crime de tráfico de drogas.

Por Fabrício Santana em 28/10/2020 09:24