Cidades

Dono de borracharia traficava drogas no estabelecimento comercial

Policiais encontraram várias porções de maconha pelo local

O boletim de ocorrência diz que ontem (19) por volta das 16h30 policiais civis faziam diligências no centro de São José do Rio Preto quando receberam a informação de que uma borracharia no bairro Solo Sagrado seria um ponto de venda de droga.

Com as informações os policiais foram até o endereço. Chegando lá encontraram o proprietário do comércio, que foi identificado. Ele tem 58 anos. Ao falarem por qual motivo tinham ido até o lugar, o dono da borracharia confessou que traficava drogas no local.

O homem apresentou alguns tabletes de maconha que estavam escondidos no interior de um pneu. Questionado se na borracharia tinha mais drogas, ele negou. Porém, os policiais solicitaram a presença de um cão farejador. O animal localizou mais drogas escondida debaixo da escada que dá acesso ao mezanino, local onde o proprietário dorme, visto que mora no local.

No total foram 19 porções de maconha que totalizaram 398,68 gramas. Além disso os policiais encontraram R$ 150 em dinheiro na carteira do dono do lugar e também um aparelho celular. Os policiais ainda localizaram resquícios de maconha, uma balança de precisão com resquícios da droga, um rolo de papel filme igual ao que embalava as porções encontradas.

Todo o material e o homem foram levados para a delegacia. Ele foi preso em flagrante e teve a prisão convertida em preventiva. Todo o material ficou apreendido.

Ainda no bairro Solo Sagrado

Numa outra ocorrência, também no dia de ontem, mas desta vez por volta das 20h30, um adolescente de 14 anos ao ver a viatura da Polícia Militar na rua José do Patrocínio, teria dispensado algo no chão.

Os policiais fizeram a abordagem e descobriram que era R$ 40 em dinheiro. Ele disse que dispensou visto que o dinheiro era proveniente da venda de cocaína. Ele teria levado os PMs até um muro onde entregou dois pinos com a droga e disse que vendia cada um por R$ 20.

Em buscas na proximidade os PMs encontraram mais 37 pinos idênticos ao apresentado pelo menor, porém, ele não assumiu que estes 37 pinos seriam dele. Ele foi encaminhado para a delegacia, prestou depoimento e foi liberado.

Por Fabrício Santana em 20/11/2020 22:00