Cidades

Terminal completa um ano com mais de 2 milhões de embarques

Estação inaugurada em 30 de novembro de 2019 recebe 92,5% das linhas fixas

Mesmo com a redução no número de usuários do sistema de transporte urbano provocada pela Pandemia, 2.236.498 passageiros acessaram o terminal urbano de Rio Preto pelas catracas desde a inauguração do espaço. A estação completa nesta segunda-feira, 30, um ano de funcionamento.

Das 80 linhas fixas que integram o sistema de transporte urbano de Rio Preto, 74 têm atualmente o terminal central como ponto de chegada e de partida. O local oferece aos usuários do sistema mais conforto e agilidade com acesso rápido às ruas e avenidas que ligam o centro aos bairros.

A Emurb (Empresa Municipal de Urbanismo) é a empresa pública responsável pela administração e manutenção do terminal. “É uma estrutura muito maior que o terminal antigo e, por isso, exige muito mais em termos de limpeza e manutenção. Por isso, precisamos estar atentos às demandas em tempo integral”, observa o diretor-presidente da Emurb, Rodrigo Juliano.

Diferentemente do terminal anterior (que está sendo reformado para receber as linhas suburbanas), o atual coloca à disposição dos passageiros banheiros mais amplos e acessíveis, 80 tomadas para recarga de celular, praça ajardinada para descanso e espera, sinal de wi-fi gratuito, assim como pontos de venda de lanches e bebidas quentes em frias.

Novidades

Até o fim deste ano, será concluída a cobertura da passarela que permite o acesso dos passageiros, pelo piso superior, ao terminal suburbano ao Centro de Rio Preto. A estrutura metálica está pronta, faltando apenas a conclusão do forro, a montagem das telhas e instalações elétricas.

No primeiro trimestre de 2021, a Emurb iniciará a instalação dos gradis, que impedirão a travessia das vias internas do terminal fora da lombofaixa. “É um sistema semelhante ao utilizado no metrô de São Paulo. Foi a forma que encontramos para dar mais segurança aos usuários”, explica Juliano.

A obra

Os dois pisos do novo terminal somam 28 mil metros quadrados. Na parte superior existem jardins, uma esplanada, um anfiteatro de 330 metros quadrados – com capacidade para receber 750 pessoas – e um deck com 370 metros quadrados.

Os seis banheiros públicos contam com acessibilidade para cadeirantes e os seis bebedouros disponíveis aos usuários contam com sistema de resfriamento da água.

A obra recebeu investimentos de R$ 64 milhões e foi custeada pelo Governo Federal por meio do Programa Pró-Transporte, Modalidade Pró-Transporte – Setor Público, em repasse operado pela Caixa Econômica Federal.  

Por Da Redação em 30/11/2020 18:07