Cidades

Ourives, familiares e clientes são feitos reféns durante assalto no bairro Boa Vista

Apesar dos criminosos estarem armados, ninguém ficou ferido

O ourives de 57 anos trabalha no fundo de casa com a fabricação de semi joias. Segundo o boletim de ocorrência, era por volta das 11 horas de ontem (21), quando dois indivíduos chegaram ao local, que fica no bairro Boa Vista, em Rio Preto. Os dois, de acordo com a vítima, estavam armados. Eles fizeram o ouvires e três clientes como reféns.

Os criminosos amarraram todos com enforca gatos e, durante o assalto, o irmão da vítima e a esposa, chegaram e foram rendidos. A mãe da vítima, que estava na residência também foi feita de refém.

Durante o assalto, os bandidos exigiram dinheiro e ouro, mas ou ourives explicou que o serviço de folhear as peças era terceirizado, por isso era feito em outro lugar.

Os assaltantes levaram 20 peças de mostruário, folheadas a ouro, além de peças que estavam numa vitrine. Eles levaram também um notebook, os aparelhos celulares de todos, totalizando sete. Eles pegaram carteiras, retiraram o que interessava e jogaram o restante ao chão. Do ourives os bandidos pegaram R$ 300. Quanto ao valor levado das outras pessoas ele não soube informar.

Da residência foram levados uma TV de led, três relógios de pulso, uma bolsa com documentos e um cartão de crédito.

Assim que os bandidos saíram, o ourives conseguiu, com auxílio de uma tesoura, libertar o irmão, que liberou todos.  

Segundo a vítima, um dos criminosos tinha aproximadamente 1,60m de altura, forte, cabelo curto, aparentava ter entre 25 e 30 anos, usava camiseta preta, bermuda e máscara sanitária, além de uma mochila nas costas. O outro era branco, 1,65m de altura, magro, cabelo curto, aparentava ter entre 25 e 30 anos, usava camiseta, bermuda, máscara sanitária e mochila preta nas costas. Ele tinha também tatuagens no braço com os nomes Marcelo e Edna, além de um robô em um dos punhos.

Apesar de estarem armados, ninguém ficou ferido. Os criminosos não foram localizados.

Por Fabrício Santana em 22/02/2021 11:27