Cidades

Medidas mais restritivas em Rio Preto passam a valer neste sábado, dia 6

Ações fazem parte do programa para conter o avanço da Covid-19 na cidade

A Prefeitura de Rio Preto publica sábado, dia 6, um novo decreto com as medidas em consonância com o Plano São Paulo, alterado pelo governo de São Paulo nesta semana e que colocou todo o Estado na fase vermelha.

De acordo com o decreto municipal 18.850, as medidas que passam a valer são:

- Farmácias, postos de combustíveis, serviços de saúde, setor de transportes, serviço veterinário e hotéis podem funcionar 24 horas, com atendimento limitado a 40%.

- Hipermercados, supermercados, lojas de conveniência, padarias e demais atividades essenciais podem funcionar diariamente das 6h às 20h, limitado a 40% da capacidade. Lembrando que após às 20h estará permitida a entrega de produtos pelo sistema delivery e também pelo drive thru, respeitando o anexo V da publicação.

- Igrejas podem funcionar diariamente das 8h às 20h.

- Restaurantes, lanchonetes e ambulantes de alimentação podem funcionar das 6h às 20h apenas para retirada, sem consumo no local. Após às 20h, está permitida entrega a domicílio, seja por delivery ou drive thru, respeitando o anexo V da publicação.

- Para o comércio não essencial – como o de vestuário e utilidades – não está permitido o atendimento presencial, apenas atividades internas e entrega a domicílio, das 8h às 18h. Proibido atendimento presencial ao público, inclusive entrega de produtos dentro dos veículos (drive thru) e retirada no local.

- Cabeleireiros, manicure e outros setores da área da beleza e atividades físicas – proibido atendimento presencial no estabelecimento. Autorizado somente os trabalhos em domicílio, das 6h às 20h.

- A educação infantil e os ensinos fundamental e médio podem ter aulas presenciais com até 35% dos alunos. Para a educação superior só está permitido o atendimento presencial para os cursos da área de saúde.

As determinações passam a valer na data da publicação do decreto.

Mudança nos atendimentos

Durante a live desta sexta-feira, dia 5, o secretário de Saúde Aldenis Borim falou sobre as mudanças nos atendimentos prestados à população nas Unidades Básicas de Saúde.

A UBSF Anchieta passa a atender pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave, sem atendimento espontâneo, com 13 leitos já disponíveis e possibilidade de ampliação futura. Os pacientes que eram atendidos nesta unidade deverão procurar a Unidade da Vila Mayor.

A UPA Norte, Tangará e a da Vila Toninho ficam para atendimentos não Covid-19. Já as UPAs do Jaguaré e do Santo Antonio serão apenas para pacientes Covid, com encaminhamento.

 

Por Da Redação em 06/03/2021 01:22