Cidades

Em 30 dias, Fundo Social de RP arrecada quase 19 toneladas de alimentos

Produtos são destinados a instituições e famílias assistidas pela Prefeitura

Em um mês de campanha de arrecadação de alimentos (desde o dia 1º de abril), o Fundo Social de Solidariedade da Prefeitura de Rio Preto coletou quase 19 toneladas de produtos não perecíveis, além de óleo e leite, nos postos de vacinação contra o coronavírus. Com o título ‘Dose de Solidariedade. Se puder, doe”, a ação já recolheu 18.906 quilos até a tarde de ontem, segunda-feira, dia 3, para abastecer a mesa de pessoas em situação de vulnerabilidade e instituições de caridade de Rio Preto. Funciona assim: cada cidadão de bom coração e grato a Deus pela saúde leva um quilo (ou mais) de alimento cru, não perecível, que será encaminhado para o Fundo Social.

A campanha começou no dia 1º de abril, nos drive thru, mini drives e postos de vacinação da Secretaria Municipal de Saúde. Todos os dias, a arrecadação é levada para o Fundo Social, na rua Pedro Amaral, 3578, que formata as cestas básicas. O passo seguinte é levar o material para os 13 CRAS da Secretaria que já têm cadastro de pessoas da sua região. Os moradores daquela região do CRAS são acompanhados pela equipe de assistência social, que lhes proporciona também acesso aos serviços e benefícios sociais inclusive do governo federal, como o INSS.

"As famílias em situação de vulnerabilidade, de insegurança alimentar, podem procurar um dos 13 CRAS para fazer a solicitação. Pode ser por telefone.  Os CRAS acionam o Fundo Social e diante da disponibilidade, o pedido é atendido,” explicou a assessora do Fundo Social, Luciane Berton, uma das coordenadoras da campanha.

Famílias felizes

No último mês de abril, uma entidade espírita que tem intenso trabalho social numa região de Rio Preto foi buscar socorro no Fundo Social. O Grupo de Estudo da Doutrina Espírita Erasto, que tem mantém duas casas de atendimento, precisava de cestas básicas para  auxiliar 140 famílias cadastradas na entidade. Criado há 15 anos pelo engenheiro Marcos Ávila e operado por 14 pessoas, o grupo tem dois endereços: a sede no bairro Anchieta e a segunda unidade na Vila Arroyo, atendendo a população carente dos bairros Maria Lúcia, Parque da Cidadania, entre outros.

Receberam a doação no Fundo Social representantes do Grupo Erasto, os voluntários Nemevaldo Fellipe Júnior e Anandrea Storti. “Somos imensamente agradecidos ao povo de Rio Preto que, mesmo com este problema todo da pandemia, teve a caridade de levar alimento no dia da vacinação para pessoas que não têm comida em casa, além de outros vários problemas. É um gesto muito digno de cada um. Somando os esforços as pessoas criam este ambiente de amor e solidariedade”, disse Anandrea.

Aliás, o setor ‘comida’ é muito priorizado nessa entidade. Além das cestas básicas, toda semana, no sábado, um grupo vai ao Ceasa para comprar legumes e formar 140 cestas de produtos frescos (e não aqueles quase vencidos). “Nós nos comprometemos a doar alimento bom, fresco, o mesmo da nossa casa. E o Ceasa tem sido nosso parceirão, fazendo descontos, promoção,” conta Anandrea.

Além disso, o Erasto segue o esquema rotineiro de um centro espírita: palestras, estudo bíblico, evangelização infantil, atendimento às mães com crianças pequenas, estudo da obra de Alan Kardec, estudo do evangelho segundo o espiritismo, orientação espiritual, passes.

 

 

Por Da Redação em 03/05/2021 18:18