Cidades

Morre Fafá, a arara-canindé que conquistou ciclistas de Rio Preto e região

Ave ingeriu algum tipo de metal, ficou internada em uma clínica veterinária, mas não resistiu e morreu nesta segunda (3)

Morreu nesta segunda-feira (3), a arara-canindé que ficou conhecida no Instagram e na região de Rio Preto por se tornar a ‘sensação’ dos ciclistas, em Guapiaçu. Fafá Molesin, como foi batizada pela família que a acolheu em um sítio da cidade, ingeriu algum tipo de metal, ficou internada para tratamento em uma clínica veterinária, mas não resistiu.

O corpo de Fafá foi encaminhado para o campus da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Rio Preto, onde passará pelo sofisticado processo de taxidermia (nome técnico do empalhamento de animais, onde só a pele é aproveitada) e retornará ao sítio onde foi acolhida pela família Molesin e viveu por 1 ano e meio. A família deseja fazer um memorial.

No Instagram, diversos ciclistas e visitantes que foram até Guapiaçu para conhecer a ave, lamentaram sua perda. Com a hashtag (#voealtofafa), diversas pessoas deixaram mensagem de pesar e reflexão sobre o impacto que a arara fez em suas vidas.

“Voa alto princesa, você merece o céu”, disse uma seguidora. “Agora você vai alegrar todos lá no céu, foi muito bom estar com você”, escreveu outra ciclista.

Para a bancária Letícia Molesin, “irmã" da Fafá, o momento é de tristeza e gratidão.

“Ela chegou pouco antes da pandemia, que vem sendo pra todos momentos difíceis. Com o tempo, ganhamos toda sua atenção, amor e travessuras (risos). Hoje temos uma ferida que só o tempo será capaz de amenizar, só nos restam as lembranças desses momentos de alegria e amor”, disse ao Gazeta.

Veja a reportagem que o Gazeta produziu sobre o sucesso da Fafá:

https://www.gazetaderiopreto.com.br/cidades/noticia/2021/04/arara-caninde-ganha-familia-e-vira-atracao-de-ciclistas-em-trilha-de-guapiacu.html

 

Por Karol Granchi em 03/05/2021 15:25