Cidades

Estudantes de Rio Preto criam comedouro inteligente para animais de rua

O protótipo foi desenvolvido por estudantes do Ensino Médio e programado em um microcontrolador chamado Arduino, que faz parte do conteúdo das aulas de robótica do Sesi-SP

Com o objetivo de fornecer uma alimentação apropriada aos animais de rua, alunas da escola Sesi Yolanda C. Bassitt, de Rio Preto, desenvolveram um comedouro inteligente. O projeto foi criado para o torneio e Robótica, competição que envolve todas as unidades do Sesi-SP.

O comedouro inteligente é composto por dois sensores ultrassônicos: um para identificar a chegada do animal em uma distância pequena ao comedouro, e outro na tampa, que informa se o abastecimento de ração está abaixo de 20%, acendendo um LED vermelho.
 

Tudo isso foi programado em um microcontrolador Arduino, que faz parte do conteúdo das aulas de robótica do Sesi. As alunas Amanda Faquini e Yasmin Grassi, do 2º ano do Ensino Médio, contaram com o auxílio da professora de robótica Laísa Scapaticci e com o suporte técnico do orientador de educação digital Rafael Gianjope.
 

A responsável pelo controle de qualidade do comedouro inteligente foi a mascote da escola Amora. A cachorrinha foi adotada ainda filhote pela unidade através do projeto Meu Cão no Sesi.
 

Segundo Laísa Scapaticci, o tema do torneio é Conexão Ideal e propõe aos alunos desenvolver um projeto para solucionar um problema real e conectar as pessoas para um propósito. "Pensando no crescente número de abandono de animais e as condições em que eles se alimentam, seja pelo fornecimento ou condições climáticas, decidimos criar essa conexão entre as pessoas e uma alimentação apropriada para esses bichinhos", explica a professora.

Por Da Redação em 14/09/2021 15:41