Redes Sociais

Cidades

Suspeito de participação em mega-assalto em Araçatuba é preso em São Paulo

Crime feito em agosto do ano passado chocou todo o país

Publicado há

em

Policiais civis da 5ª Delegacia Patrimônio (Investigações sobre Roubos a Bancos) do DEIC em conjunto com policiais de Santa Catarina prenderam na última quarta-feira (16/03), em Taboão da Serra, um homem suspeito de participar de crimes de roubo a banco. 

O suspeito é investigado por participação a ataques contra instituições financeiras como a ocorrida em Araçatuba,  em agosto do ano passado, e outra em Criciúma (SC), em dezembro de 2020.

O suspeito foi localizado em uma residência e, com ele, foram apreendidos um fuzil calibre 5,56, colete tático balístico, capacete tático balístico, carregadores, munição, lanterna e luva tática, além de documentos falsos. 

Ainda durante as diligências, os policiais civis conseguiram prender outros dois membros de organização criminosa: um era procurado por roubo e o outro foi preso em flagrante com 1,5 Kg de maconha.

O crime

O crime que chocou Araçatuba e todo o país aconteceu na madrugada do dia 30 de agosto do ano passado. Ao menos 20 criminosos altamente armados com fuzis, bombas e outros explosivos espalharam terror pelo município. Famílias foram feitas reféns e pessoas foram usadas como escudo humano ao serem amarradas nos carros usados pelos bandidos.

O mega-assalto foi feito em uma agência da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil. Outra instituição bancária foi danificada pelos criminosos. O valor levado não foi divulgado.

A SSP informou na época que ao menos três pessoas morreram e três ficaram feridas – uma delas chegou a perder membros do corpo. O caso é investigado pela Polícia Federal, pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais de Araçatuba, com o apoio da 5ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos.

Mais de 15 suspeitos já foram presos. 

Veja mais informações aqui. 

AS 10 MAIS LIDAS