Redes Sociais

Cidades

Carne de peixe estimula gastronomia de Rio Preto

Iniciativas públicas e privadas, como o 1º Festival de Peixes e Frutos do Mar, favorecem o consumo de pratos à base de pescados na cidade

Publicado há

em

Nutritivas, leves e saborosas. Essas são algumas das características das carnes de pescados – proteína animal que tem ganhado espaço na mesa do rio-pretense. Paralelamente à 11ª Aquishow Brasil, que será realizada entre os dias 24 e 27 de maio, a cidade se movimenta para estimular a gastronomia voltada a peixes e frutos do mar.

A seguir, separamos algumas iniciativas públicas e privadas que favorecem o desenvolvimento da economia local e o crescimento do consumo de pescados, isto é, de peixes, crustáceos, moluscos, anfíbios, répteis e equinodermos.

Festival

A ACIRP (Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto), que é apoiadora da Aquishow Brasil, realiza seu 1º Festival de Peixes e Frutos do Mar, em Rio Preto, entre os dias 19 de maio e 5 de junho.

O evento é desenvolvido em parceria com o Sinhores (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares) e conta com o apoio da Prefeitura de Rio Preto e da Mar & Rio Pescados. Quem frequentar os bares e restaurantes inscritos no festival durante esse período poderá consumir pratos feitos com peixes e frutos do mar e dar uma nota às iguarias, por meio de um QRCode. Haverá premiação para os primeiros colocados, mas o regulamento completo ainda está em desenvolvimento pelos organizadores.

Segundo o presidente da associação, Kelvin Kaiser, o objetivo é fomentar a retomada econômica da cidade. “Queremos aproveitar o público da Aquishow Brasil para aquecer o setor gastronômico e a economia de forma geral neste momento de pós-pandemia”, afirma.

Comida di Buteco

O concurso gastronômico Comida di Buteco, realizado até o dia 1º de maio, também tem dado espaço à carne de peixe no prato do rio-pretense. Dos 16 bares locais que participam desta edição, pelo menos dois colocaram a tilápia como ingrediente principal de seus petiscos: o Gambófa, que concorre com o bolinho de milho com tilápia e provolone; e o Recanto do Peixe, que apresenta a tilápia no espeto.

Pé de Peixe

A praça de alimentação da 11ª Aquishow Brasil será comandada pelo Pé de Peixe, restaurante especializado em peixes de cultivo, que tem uma unidade em Botucatu (SP) e outra em Avaré (SP) – esta última, aberta apenas no Verão. O carro-chefe é a tilápia, mas também são comercializados outros produtos típicos da aquicultura no Brasil, como o lambari, o tambaqui, o pintado, o pirarucu, a ostra, o mexilhão, o camarão e, sazonalmente, a rã, o jacaré e outras carnes exóticas.

“A tilápia vem da nossa produção própria e os demais pescados são provenientes de fazendas parceiras de diversas regiões do Brasil. Conheço todas pessoalmente”, explica André Camargo, piscicultor há mais de 20 anos e proprietário do Pé de Peixe.

Segundo Camargo, o cardápio da feira foi adaptado especialmente para atender ao grande número de pessoas que devem passar pelo local entre os dias 24 e 26 de maio. Serão duas opções: no almoço, haverá bufê à vontade e comida por quilo, e no jantar, um serviço à la carte, mais sofisticado.

Desafio

A FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) recomenda que o consumo de pescados seja de ao menos 250 gramas semanais, divididas em duas refeições. Segundo o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), no Brasil, o consumo dessa proteína animal hoje em dia é de cerca de 10 kg per capita ao ano – ou seja, abaixo da fração recomendada e abaixo da média mundial, que em 2020 foi de 20,5 kg per capita ao ano.

Para mudar esse cenário, a aquicultura, isto é, a produção racional de organismos aquáticos para consumo humano, tem se firmado como uma indústria promissora, que pode auxiliar na execução de Metas Mundiais da OMS (Organização Mundial da Saúde) no combate à má nutrição até 2030.

Tilápia

A tilápia tem se destacado como o principal pescado na mesa dos brasileiros. De acordo com o CEO da Mar & Rio Pescados e presidente da ABRAPES (Associação Brasileira de Fomento ao Pescado), Júlio César Antonio, atualmente, a marca rio-pretense comercializa para todo o País mais de 2 mil toneladas mensais de 600 produtos de água doce e salgada.

Desse total, aproximadamente 1,7 mil toneladas vêm do exterior e 500 toneladas, do mercado nacional. “Nosso estoque é composto por várias linhas sendo que, para a linha pescados, a tilápia corresponde a cerca de 10%. São comercializadas mensalmente 90 toneladas da espécie”, explica Antonio.

Tal demanda atende tanto clientes de varejo quanto de atacado, das cadeias setoriais de “food-service”, como restaurantes, bares, lanchonetes, hotéis e hospitais; e de “autosserviço”, como hipermercados, atacarejos, supermercados, mercearias, açougues e peixarias. “O consumo de pescados pela população brasileira vem aumentando de forma constante, devido à mudança de hábitos voltados à busca por mais qualidade de vida”, constata o empresário.

Aquishow Brasil        

A Aquishow Brasil chega à sua 11ª edição e será realizada pela primeira vez em São José do Rio Preto (SP). Anteriormente, o evento era feito em Santa Fé do Sul (SP), mas, devido à expansão do setor e ao crescimento da própria Aquishow, a mudança de sede para uma cidade com mais infraestrutura foi necessária. Além de atividades técnico-comerciais, como palestras e minicursos, o público poderá conferir 91 estandes, uma represa de 5 mil metros quadrados e um showroom, de mais de um hectare, com dezenas de viveiros escavados, revestidos e de terra. São esperados cerca de 5 mil visitantes, vindos de diferentes regiões do Brasil e até mesmo do exterior.

A Aquishow Brasil é realizada pela PeixeSP (Associação de Piscicultores em Águas Paulistas e da União). Também participam como coorganizadores a Prefeitura de Rio Preto, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento; e o Governo do Estado de São Paulo, por meio do IP (Instituto de Pesca), vinculado à APTA (Agência Paulista de Tecnologias do Agronegócio), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

O evento ainda conta com o apoio da ACIRP (Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto) e do Governo Federal, por meio do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), além do patrocínio do SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). Os ingressos já podem ser adquiridos pelo site da feira. Interessados podem adquirir pacotes ou entradas avulsas, conforme as atividades escolhidas. 

SERVIÇO

O que: 11ª Aquishow Brasil

Quando: De 24 a 27 de maio de 2022

Onde: Centro Avançado de Pesquisa e Desenvolvimento do Pescado Continental – Instituto de Pesca (Avenida Abelardo Menezes, s/nº, acesso pela Rodovia Washington Luís, Km 444, zona rural de Rio Preto, na região do antigo Instituto Penal Agrícola)

Ingressos e informaçõeswww.aquishowbrasil.com.br

AS 10 MAIS LIDAS