Aeronaves apreendidas com traficantes são usadas para transportar coração ao Incor

Família autorizou captação múltipla de órgãos de paciente internado na Santa Casa de Araçatuba

As equipes do Instituto do Coração (Incor) de São Paulo realizaram nesta segunda-feira, 24, uma captação múltipla de órgãos. O doador estava internado na Santa Casa de Araçatuba e a operação também contou com profissionais do Hospital Albert Einstein e do Hospital de Base de São José do Rio Preto.

O paciente, de 30 anos, teve morte cerebral em decorrência de um traumatismo craniano após sofrer um acidente de trânsito. A família autorizou a doação de órgãos. Foram captados o coração, pulmões, fígado, rins e córneas.

Normalmente, os aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) que são usados no transporte de órgãos. Porém, como não havia disponibilidade das aeronaves da FAB, as equipes utilizaram duas aeronaves da Polícia Civil apreendidas com o tráfico de drogas para transportar o coração. 

De acordo com a Polícia Civil, para a operação, foi utilizado um helicóptero apreendido com o traficante André do Rap em 2019 e um avião apreendido em 2018 em uma operação contra o tráfico de drogas. Depois de serem retiradas do crime, as aeronaves foram incorporadas à frota da Polícia Civil Paulista.

Por Da Redação em 24/05/2022 09:55