Redes Sociais

Cidades

Empresários são alvos de operação contra fraude fiscal e sonegação no ramo tabagista

Um dos mandados de busca e apreensão foi cumprido na região de Rio Preto

Publicado há

em

O Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (CIRA-SP) deflagrou, nesta terça-feira, 31, a Operação Nuvem de Fumaça com o objetivo de combater à sonegação e à fraude fiscal no ramo de tabaco, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

De acordo com o CIRA-SP, foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Criminal de Araraquara nas cidades de São Paulo, Marília, Bady Bassitt, Taubaté e Araraquara. A ação é da Secretaria da Fazenda e Planejamento de São Paulo, com participação da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e do Ministério Público.

Além disso, a Justiça também determinou o bloqueio de imóveis, veículos de luxo, embarcações, aeronaves, marcas e direitos creditórios do grupo econômico investigado na operação.

O alvo principal da operação é uma distribuidora de cigarros responsável atualmente por uma dívida superior a R$ 213 milhões com o Estado de São Paulo. A empresa é sucessora de uma das maiores devedoras da União, cujo montante em tributos federais supera R$ 3 bilhões.

Segundo as investigações, a sonegação fiscal e a inadimplência tributária envolviam, além da blindagem patrimonial, operações simuladas de produção e circulação de cigarros e contrabando.

Os mandados estão sendo cumpridos por 14 promotores de Justiça, 40 auditores fiscais da Receita Estadual e 9 procuradores do Estado, além de 9 servidores das três instituições, bem como por equipes da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

AS 10 MAIS LIDAS