Redes Sociais

Cidades

Corujas atendidas no Zoo voltam à natureza nesta sexta (1º)

Conjunto de cinco suindaras será levado à fazenda de grãos em Pindorama

Publicado há

em

Um conjunto de cinco corujas suindaras (nome científico Tyto furcata) com dois meses de vida, que receberam tratamento no Zoológico de Rio Preto, voltam à natureza nesta sexta-feira (1/7). Elas chegaram à instituição no mês de maio.

“Um grupo de quatro filhotes veio da cidade de Jaci, trazido pela Polícia Ambiental. Eles foram encontrados em um tronco de árvore, e a mãe deles havia morrido. A quinta coruja foi encontrada sozinha no chão, aqui mesmo em Rio Preto”, afirma o veterinário Guilherme Guerra, gestor do zoológico. 

O desafio para a equipe era habilitar as aves a viver na natureza sem a instrução de mãe e pai. “Elas chegaram muito novas, então a gente precisava ensiná-las a se alimentar sozinhas, dar uma chance a elas de vida livre”, explica Guilherme. 
 

O trabalho deu resultado e, nesta sexta, elas serão levadas à cidade de Pindorama, onde vão ser soltas em uma fazenda pertencente ao Instituto Agronômico de Campinas. “É uma fazenda experimental com uma produção muito grande de grãos e, por isso, tem uma grande oferta de roedores. Assim, as corujas vão ter uma chance maior de encontrar alimento”, diz.
 

A suindara é uma espécie abundante e amplamente distribuída nas Américas, que vive em uma variedade de habitats abertos e semiabertos. Como tem o costume de ocupar e fazer ninhos em torres de igrejas, é conhecida também como coruja-de-igreja e coruja-das-torres.

AS 10 MAIS LIDAS