Redes Sociais

Cidades

MP reúne influencers para atrair jovens no combate às fake news nas eleições

Iniciativa envolve coleção limitada de roupas enviadas a influenciadores

Publicado há

em

O MPSP lançou nesta terça-feira (7/6) a campanha “Fiscalize”, voltada aos jovens e focada no combate às fake news nas Eleições e na defesa da democracia. A iniciativa, veiculada nas redes sociais do Ministério Público, envolve uma coleção de roupas que promove a conscientização e estimula conversas com informações confiáveis sobre o processo eleitoral. 

Com o tema “MPSP fiscaliza as Eleições 2022 | Pode confiar”, moletons, camisetas, bermudas, calças e bonés trazem alertas sobre crimes eleitorais. “Fake news é crime na propaganda eleitoral ou durante o período de campanha eleitoral”; “Proibido Showmício”; “Candidato não pode fazer post pago para falar mal de outro candidato”; “Proibido dar brinde” são algumas das infrações estampadas nas peças, com edição limitada, que serão enviadas para influenciadores que atingem o público jovem e dialogam com o universo da moda. Na passarela das redes sociais, eles vão desfilar nos stories incentivando os jovens a participarem ativamente do processo democrático que elege os representantes políticos do povo, fiscalizando e denunciando. 

De maneira descontraída, a partir de uma abordagem não convencional, o Ministério Público de São Paulo se aproxima dos jovens falando sua linguagem, em suas redes sociais e com seus influenciadores, jogando luz sobre algumas das principais regras eleitorais brasileiras antes que a enxurrada de “fake news” domine o debate público. A proposta é lembrá-los que existem instituições independentes atuando com essa responsabilidade e que são aliadas da sociedade na defesa da democracia. Na página do Ministério Público de São Paulo, há link para denúncias eleitorais, inclusive direcionando ao Ministério Público Federal as que são de competência desta instituição. 
 
“Nosso objetivo com esta campanha é convidar os cidadãos e cidadãs, em especial os mais jovens, a participarem da defesa da democracia e seus ritos ao lado das instituições, estimulando conversas com informações corretas e confiáveis para caminharmos lado a lado neste ano eleitoral, especialmente diante da onda de fake news que nos ameaça”, comenta o procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo. A campanha do Ministério Público de São Paulo conta com apoio da Escola Superior do MPSP, que também realizará ações educativas.

Para Rafael Pintaguy, CCO da VMLY&R, agência parceira do MPSP desde 2013, os jovens vêm se distanciando cada vez mais da política. Só na última década, o número de títulos eleitorais caiu 82%. Considerando que uma democracia se constrói com a participação dos mais diferentes grupos e setores, sentimos uma urgência em falar com esse público. Mas não através dos canais e formatos que os afastaram e sim daqueles que estão mais presentes no seu dia a dia.

Fiscalize Collection é uma coleção com peças limitadas, enviadas a influenciadores para divulgação da campanha, e não estão à venda.

AS 10 MAIS LIDAS