Redes Sociais

Cidades

Operação ‘Sufoco’ reduziu em 20% roubo de celulares no Estado de SP

Apreensão desses aparelhos cresceu 70% e os roubos de veículos caíram 30%

Publicado há

em

O Governo de SP anunciou nesta quarta-feira, 29, que a Operação Sufoco, iniciada em 4 de maio, reduziu em 20% o roubo de celulares. Já a apreensão desses aparelhos, por parte da polícia, aumentou 70% no Estado.

Além disso, os roubos de veículos tiveram uma queda de 30% na capital. O balanço da Operação Sufoco foi apresentado durante a entrega do pacote de modernização da Polícia Militar, com 27,5 mil pistolas e dois helicópteros.

“Quero cumprimentar a polícia de São Paulo por esse esforço. Enquanto governador deste estado, além do meu respeito e da minha admiração, as forças de segurança têm total apoio para continuar seguindo e protegendo o cidadão de bem em São Paulo”, disse Rodrigo Garcia.

O balanço da Operação Sufoco, que dobrou o número de policiais nas ruas, mostrou que o número de celulares recuperados pelas polícias Civil e Militar cresceu. Em maio de 2019 – antes da pandemia que reduziu a circulação de pessoas e as atividades sociais, econômicas, culturais e de lazer -, foram apreendidos 3 mil aparelhos. Em abril de 2022 foram 3,9 mil e em maio deste ano, com a operação acontecendo, esse número chegou a 5,2 mil.

O cerco aos ladrões de celulares tem como alvo principal as quadrilhas do PIX, que atacam as vítimas para fazer transferências de dinheiro. Uma das centrais de transferência foi descoberta no primeiro dia da Operação Sufoco, dia 4 de maio, no Glicério, quando os policiais da Delegacia Seccional Centro prenderam criminosos e apreenderam 50 celulares.

Em maio de 2019, foram registradas 18,8 mil ocorrências de roubo de celulares, já em maio deste ano esse número caiu para 15 mil, o que representa 3,8 mil casos a menos. De janeiro a maio de 2019, os registros para este tipo de ocorrência chegaram a 92,9 mil, sendo que neste mesmo período deste ano, o número reduziu para 74 mil.

AS 10 MAIS LIDAS