Redes Sociais

Cidades

Zoo de Rio Preto acolhe tamanduás filhotes de gestação rara

Os três animais são órfãos e recebem cuidados

Publicado há

em

O Zoológico de Rio Preto acolheu três filhotes fêmeas de tamanduá-bandeira (nome científico Myrmecophaga tridactyla), recuperados em situação de risco na natureza, dedicando-lhes agora os cuidados necessários. Os filhotes são órfãos e teriam pouca chance de sobreviver sem a ajuda da mãe. Dois dos espécimes são ainda gêmeos, algo extremamente raro para a espécie.

“Elas chegaram aqui com cerca de 20 dias de vida, com cordão umbilical em fase de cicatrização. O nascimento de gêmeos de tamanduá-bandeira até já foi registrado em cativeiro, mas ainda não há registros oficiais na natureza”, conta o veterinário  Guilherme Guerra, gestor do zoológico . 

As tamanduás gêmeas foram encontradas em uma propriedade rural de Votuporanga, abraçadas ao corpo da mãe, que foi morta com um tiro na região dianteira do corpo. Não há indícios sobre o atirador. A Polícia Ambiental foi acionada pelo dono da propriedade e encaminhou os filhotes para o Zoológico Municipal no dia 1º de junho. Elas pesavam 1,3 kg e 1,5 kg e estavam em boa situação geral de saúde.

Na última semana, a instituição recebeu mais um filhote de tamanduá-bandeira, também fêmea e órfã, desta vez encontrada na cidade de Palestina. A idade deste espécime foi estimada em 20 dias. Ela chegou ao zoológico pesando 1,3 kg.

A alimentação dos três filhotes é feita com uma fórmula láctea, criada para ser o mais próximo possível do leite que receberiam da mãe. São oferecidas mamadeiras de 30 mililitros cada, quatro vezes ao dia. Os filhotes ficam em reabilitação durante o seu crescimento, até que possam ser destinados a algum programa de soltura monitorada. Caso a soltura não seja possível, os animais passam a fazer parte dos programas de conservação em cativeiro. 

Os filhotes de tamanduá estão recebendo cuidados na área de clínica do zoológico, portanto, não estão em exibição ao público.

AS 10 MAIS LIDAS