Redes Sociais

Cidades

Dois veículos foram furtados ou roubados por dia no 1º semestre em Rio Preto

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), foram 477 ocorrências envolvendo veículos; roubos aumentaram 85%

Publicado há

em

São José do Rio Preto registrou uma média de 2 furtos ou roubos de veículos por dia no 1° semestre de 2022. É o que mostram as estatísticas da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo. 

Ao todo, 477 veículos foram furtados ou roubados de janeiro a junho deste ano na cidade – o que representa um aumento de 18% em comparação com o mesmo período de 2021, quando houve 404 registros. 

Para o porta-voz da Polícia Militar de Rio Preto, tenente Cláudio Ziroldo, a retomada das atividades que resultou em mais pessoas circulando pela cidade contribui para os índices de criminalidade. 

“O aumento se deve ao período do ano passado estar numa situação mais crítica da pandemia. Então, as pessoas não iam pra faculdade, barzinhos e pro trabalho. Com as pessoas em casa, o índice de roubos e furtos de veículos foi menor”, explica o tenente.

O aumento mais expressivo foi em relação aos roubos de veículos. Ou seja, mais motoristas foram vítimas de ações violentas dos bandidos. De acordo com a SSP, o número deste tipo de roubo cresceu 85% em Rio Preto, foram 52 ocorrências envolvendo veículos em 2022, contra 28 no 1º semestre do ano passado.

No dia 19 de julho, uma motorista foi rendida por um bandido armado com uma faca e teve o carro roubado, na Vila Esplanada. Segundo o boletim de ocorrência, a mulher estacionou em frente à casa da filha e estava embarcando os netos dentro do veículo, quando foi surpreendida pelo assaltante. 

Ainda segundo o registro policial, a vítima conseguiu retirar os netos do automóvel e, em seguida, o bandido fugiu levando o veículo e objetos pessoais dela. Após registro do roubo, o marido da mulher procurou a Central de Flagrantes para informar que localizou o carro em estado de abandono. A Polícia Militar foi acionada e entregou o veículo para a vítima.

Como em qualquer crime, a orientação da PM é que seja registrado o boletim de ocorrência. “A partir do registro policial, conseguimos organizar operações para combater furtos e roubos em determinadas regiões em que houve aumento da criminalidade”, disse o tenente.

AS 10 MAIS LIDAS