Redes Sociais

Cidades

Em uma semana, oito são baleados em ‘bangue-bangue’ de Rio Preto

Das oito vítimas, três perderam a vida na maior cidade do noroeste paulista

Publicado há

em

Oito pessoas foram baleadas em um intervalo de sete dias em Rio Preto. É o que mostra um levantamento feito pelo Gazeta de Rio Preto por meio dos boletins de ocorrências registrados na última semana. Das oito vítimas, três perderam a vida para o ‘bangue-bangue’ que assola a maior cidade do noroeste paulista.

Em entrevista ao SBT no Interior, o delegado titular da Delegacia de Homicídios da Deic, Alceu Lima Oliveira Júnior, explicou sobre a ‘guerra de gangues’ na cidade. “É um círculo vicioso. Uma pessoa de um bairro atira em um morador de outro bairro, que pode ser vítima fatal ou sobreviver ao atentado. Dessa forma, há retaliação da região contra o bairro onde moram os atiradores”, disse o delegado.

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de SP, de janeiro a maio de 2022, foram registrados 17 homicídios dolosos – quando há intenção de matar, e dois homicídios culposos – quando o autor não tem a intenção do crime, na cidade. Além disso, 44 pessoas foram vítimas de tentativas de homicídio desde o início do ano – o que representa um aumento de 70% em comparação com os cinco primeiros meses de 2021.

O caso mais recente foi de um jovem de 19 anos, que foi alvejado com pelo menos dez tiros na noite de quarta-feira, 29, no Conjunto Habitacional Nova Esperança, na região Norte. Após receber a informação da tentativa de homicídio, a Polícia Militar foi ao local da ocorrência.

Uma testemunha disse aos policiais que um vizinho teria escutado os disparos e encontrou o corpo do jovem no local. O rapaz foi socorrido por esse vizinho e encaminhado à Santa Casa. Segundo o hospital, o paciente está intubado, em estado grave.

No hospital, a vítima conseguiu contar para a polícia que estava caminhando por uma rua do bairro, quando um carro se aproximou e um dos ocupantes desembarcou e atirou várias vezes contra o jovem. Em seguida, os suspeitos fugiram de carro. Quatro pessoas estavam no veículo.

Até o momento os suspeitos do crime ainda não foram identificados. O caso foi registrado como tentativa de homicídio.

Assassinatos

O último homicídio registrado em Rio Preto foi de um adolescente, de 17 anos, assassinado com dois tiros no peito, na madrugada de domingo, 26, no bairro Solo Sagrado.

Segundo o boletim de ocorrência, o garoto teria sido socorrido por amigos, que o levaram de carro até a UPA Norte, mas não quiseram aguardar o atendimento. O adolescente chegou a ser atendido pelo médico, mas não resistiu aos ferimentos.

Outro caso que ocorreu na última semana foi de um homem, de 39 anos, que foi baleado em várias partes do corpo, na rua da casa dele, no Parque Estoril. O assassinato foi na noite de sexta-feira, 24. 

De acordo com o registro policial, o suspeito, que estava em uma moto, teria chamado a vítima no portão para conversar. Em seguida, o atirador sacou a arma e fez os disparos contra o morador da residência. Depois do crime, ele fugiu de moto. A ação foi testemunhada por um motorista de aplicativo que passava pelo local.

Na noite de quinta-feira, 23, o ex-chefe do Primeiro Comando da Capital (PCC) em Rio Preto, Milton Abelli Junior, de 43 anos, foi assassinado a tiros, no Residencial Aroeiras 2. Com características de execução, o homicídio está sendo investigado pela Divisão Especializada em Investigações Criminais (Deic).

Segundo o boletim de ocorrência, Milton estava em frente da sua residência, quando dois homens chegaram em uma moto e o garupa atirou várias vezes contra ele. O homem foi atingido com tiros na cabeça, nas costas e nos braços. Em seguida, os bandidos fugiram.

A Polícia Militar foi acionada e a esposa do morador contou que estava dentro de casa quando houve os disparos. Ela saiu do imóvel e encontrou o marido caído na calçada. As equipes do Samu chegaram a ser acionadas, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

AS 10 MAIS LIDAS