Redes Sociais

Cidades

Comitê acompanha nova queima controlada para proteger floresta

Agentes realizam a última etapa das atividades preventivas programadas

Publicado há

em

Divulgação/Pref. Rio Preto

As ações preventivas para formar uma faixa de proteção contra incêndios ao redor da Floresta Estadual do Noroeste Paulista (FENP) foram concluídas nesta sexta-feira (30), sob coordenação do Corpo de Bombeiros e acompanhadas pelo Comitê Gestor de Prevenção às Queimadas de São José do Rio Preto.

Nesta terceira e última etapa programada para este ano, as ações foram realizadas nas proximidades do Instituto de Zootecnia e da unidade do Instituto de Pesca, ao norte da FENP. As atividades têm o objetivo de formar, no entorno da floresta, um cinturão livre de vegetação seca que, em caso de incêndio, poderia levar as chamas até a unidade de conservação.

Para eliminar essa vegetação, as equipes utilizam uma técnica chamada manejo integrado do fogo, queimando porções específicas de vegetação sem valor ambiental. O Corpo de Bombeiros conduz o trabalho e posiciona equipes para que as chamas não saiam do controle. As faixas em que o mato foi eliminado são chamadas de aceiros negros. As duas primeiras fases foram realizadas na última segunda e quarta-feira. 

A Floresta Estadual do Noroeste Paulista é uma unidade de conservação com quase 380 hectares, entre os municípios de Rio Preto e Mirassol. Dentro dela, fica a Estação Ecológica do Noroeste Paulista, uma área de 169 hectares, classificada com o maior grau de proteção previsto em lei.

A floresta foi afetada por incêndios nos anos de 2020 e 2021, mas está livre dessas ocorrências desde o uso de aceiros negros, a partir de 2022.

AS MAIS LIDAS