Redes Sociais

Cidades

Mulher é agredida e roubada enquanto esperava carro de aplicativo

Criminoso só não levou mais objetos da vítima porque foi ajudada por uma testemunha

Publicado há

em

Divulgação/Ilustrativa

Agredida por um suposto morador de rua/andarilho, uma mulher de 35 anos teve o celular roubado nesta segunda-feira (10) rua Coronel Spínola de Castro, em Rio Preto. De acordo com informações do boletim de ocorrência, o suspeito tentou ainda levar a bolsa também, mas não conseguiu, já que ela foi ajudada por uma testemunha que passava pelo local. Restou o prejuízo material e escoriações pelo corpo.

Na delegacia, ela contou que “era por volta de 7h, quando estava parada na esquina com a rua Pedro Amaral, aguardando por um motorista de aplicativo, quando percebeu a presença do que classificou como ‘andarilho’, que atravessou a tua e foi na direção dela. Ele mandou que entregasse o celular. Com medo, a rio-pretense obedeceu. Nesse momento, ele tentou também pegar a bolsa, dando um soco no braço esquerdo dela, que caiu no chão. Por fim, correu para a direção do viaduto existente próximo ao local. O bandido só não levou também a bolsa porque neste momento apareceu um homem que a ajudou”.

Durante a ação, o criminoso não apresentou nenhuma arma, segundo o relato. Ela teve uma lesão no braço esquerdo e diversas escoriações pelo corpo. As características do envolvido são: negro, alto, magro, rosto fino, sem barba, cerca de 1,80 de altura, usava boné, blusa de frio preta com listra branca, calça preta e chinelo, com aparência de ser morador de rua.

Foi expedida requisição para exame de corpo de delito da vítima no IML e a mulher afirmou que consegue reconhecer o autor, porém, não sabe dizer se nas proximidades existem câmeras de segurança que poderiam ter gravado a ação criminosa. O caso foi encaminhado à delegacia correspondente a área dos fatos, onde será investigado pela Polícia Civil.

AS MAIS LIDAS