Redes Sociais

Cidades

‘Operação Ressaca’ apreende centenas de bebidas falsificadas em Votuporanga

Proprietário de um dos locais em que se realizavam falsificações foi preso em flagrante pelos agentes

Publicado há

em

Divulgação/Polícia Civil

A DISE de Votuporanga, com apoio de Policiais Civis da DIG, deram início na tarde desta quinta-feira (6) a ‘Operação Ressaca’, trabalhos realizados simultaneamente com Policiais Civis da Deic de Rio Preto. A operação, coordenada pela DISE, tem como objetivo o combate ao comércio e falsificação de bebidas alcoólicas, considerando o grande numero de bebidas falsificadas e contrabandeadas que circulam nesta cidade, o que causa prejuízos ao comércio legal, aos fabricantes e principalmente graves danos à saúde de quem faz uso de tais bebidas.

Os respectivos locais já estavam sendo monitorados pela Especializada devido a comercialização assim como onde se realizava a falsificação, e diante das constatações das diligências investigativas, foram solicitados Mandados de Buscas e Apreensão sendo os mesmos concedidos e expedidos pelo Excelentíssimo Juíz de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Votuporanga.

Os policiais Civis das Especializadas divididos em equipes procederam buscas em diversos locais apreenderam centenas de garrafas de bebidas de whisky, gin, vodka e outros destilados, de diversas marcas de procedência duvidosa e outras claramente reconhecidas como falsas. Em um dos locais, além do material falso, também foram apreendidas centenas de garrafas vazias, caixas com logotipos de marcas conhecidas, selos de lacre, rótulos diversos, tampas, além de uma prensa utilizada para lacrar a garrafa com o conteúdo falsificado.

Todos os materiais foram apreendidos e encaminhados para a sede DISE de Votuporanga, onde estão sendo devidamente identificados e catalogados para as providências cabíveis, sendo os trabalhos e a operação presididos pelo delegado Rafael Latorre Costa.

O proprietário do local, de 56 anos, onde era realizada a falsificação das bebidas recebeu voz de prisão e foi autuado em flagrante delito, sendo o mesmo, após os trabalhos de polícia judiciária, conduzido para uma Unidade Prisional ficando a disposição da Justiça para a devida audiência de custódia.

Os demais proprietários dos outros estabelecimentos foram conduzidos e ouvidos em autos próprios e após liberados, sendo as bebidas devidamente apreendidas para os devidos laudos periciais, entretanto, prosseguem os trabalhos policiais.

AS MAIS LIDAS