Redes Sociais

Cidades

Rio Preto tem mais um plantão marcado por furtos

Em ao menos um dos casos, a Polícia Militar recuperou uma caminhonete e prendeu dois suspeitos

Publicado há

em

Divulgação/Ilustrativa

Rio Preto ostentou mais um plantão policial marcado por furtos nesta terça-feira (9) e madrugada de quarta. Em um dos casos, ao menos, o veículo da vítima acabou recuperado pela Polícia Militar. De acordo com informações do boletim de ocorrência, uma moto foi retirada por bandidos do local onde estava estacionada, mais precisamente em frente ao hospital HCM, na Vila São Manoel. O horário do crime é incerto.

A vítima, mulher de 30 anos, contou na delegacia que “parou uma CG 150 Fan preta no dia anterior por volta de 18h. Ela permaneceu na unidade de saúde trabalhando até às 6h de terça, quando constatou o furto”. Acrescentou que “há câmeras de segurança no local, cujas imagens podem auxiliar nas investigações policiais”.

O caso foi registrado e encaminhamento ao distrito policial correspondente a área dos fatos, que vai proceder as investigações. A motocicleta não possui seguro.

Medidor de energia

Um medidor de energia foi retirado de uma casa em construção no Conjunto Habitacional São José do Rio Preto na madrugada de terça. A vítima, homem de 39 anos, compareceu à Central de Flagrantes e relatou que “é o proprietário do imóvel e foi informado por testemunhas de que o aparelho havia sido levado do local, fato confirmado por ele pouco depois”.

Neste caso, não há campo para perícia técnica no local, que também não possui câmeras de segurança. O registro também terminou enviado à delegacia correspondente a área dos fatos, local onde serão realizadas as apurações.

PM recupera caminhonete

Já na madrugada desta quarta registrou-se queixa de furto de uma caminhonete Hilux branca. O documento da Polícia Civil não especifica exatamente o local onde o automóvel estava no momento em que foi subtraído, mas consta que acabou localizado em uma chácara na Estância Alvorada. Dois homens, um de 26, e outro de 51 anos, foram presos.

Policiais militares informaram que foram acionados devido a uma ocorrência em que a vítima, homem de 38 anos, monitorava em tempo real o veículo furtado e possuía a localização, por meio de um rastreador. O sinal apontava para a Estância Alvorada. Agentes viram a caminhonete por cima de um muro de uma chácara e entraram no local, que estava vazio.

Vizinhos informaram a eles que aquele imóvel é alugado para festas. Em contato com o proprietário, conseguiram dados sobre o locador (51 anos), dono de um Santana vermelho, utilizado no furto da caminhonete. Em pesquisas descobriram o endereço do automóvel, no bairro Castelinho. Lá, em conversaram com o irmão do suspeito, que lhes informou onde ele estava morando atualmente.

Já na residência foram recebidos pelo próprio envolvido, que prontamente confessou a participação no crime, acrescentando ainda “que dentro da casa havia um comparsa [identificado com 26 anos]”. Localizaram ainda um objeto bloqueador de sinal, popularmente conhecido como ‘chupa cabra’, bem como um módulo e uma parafusadeira. No Santana, havia R$ 258 em dinheiro, além do contrato de locação da chácara onde estava a Hilux.

A dupla recebeu voz de prisão e foi levada para a Central de Flagrantes. No local, o homem de 51 anos mudou todo o discurso e negou participação no crime. Segundo ele, “apenas dirigia a caminhonete para transportar o mais jovem, sem saber que se tratava de produto de furto”. Já o rapaz, preferiu permanecer em silêncio.

O Santana utilizado no crime acabou apreendido e encaminhado ao pátio, enquanto que a caminhonete devolvida à vítima. Assim que terminou de ouvir os depoimentos e analisar as evidências, o delegado de plantão converteu a prisão em flagrante (válida por no máximo 24 horas) da dupla em preventiva (até 90 dias), sem direito à fiança.

Por fim, descobriu-se ainda que o mais novo já tinha, inclusive, um mandado de prisão expedido contra ele pela 1ª Vara Criminal de Rio Preto em 18 de agosto de 2021.

AS MAIS LIDAS