Redes Sociais

Cidades

Baep prende homem com drogas e dinheiro no João Paulo II

Agentes flagraram momento de uma venda de cocaína e envolvido já havia sido preso antes pelo mesmo crime

Publicado há

em

Divulgação/Ilustrativa

Rio-pretense de 46 anos foi preso em flagrante com cocaína e mais de R$ 7 mil nesta terça-feira (31) no bairro Jardim Jão Paulo II. De acordo com informações do boletim de ocorrência, um outro envolvido foi liberado após prestar depoimento, já que estava com uma quantidade de droga, que corresponde a ‘consumo pessoal’.

Agentes do Batalhão de Ações Especiais (Baep) declararam na Central de Flagrantes que era por volta de 15h40, quando realizavam patrulhamento e avistaram um homem na rua, já conhecido dos meios policiais por envolvimento com tráfico de entorpecentes, tendo, inclusive, sido preso por este tipo de crime anteriormente.

Ele estava em frente à casa onde mora e entregou algo nas mãos de um rapaz (identificado depois com 27 anos). Diante da cena, optaram pela abordagem. Realizada revista pessoal no suspeito, encontraram um papelote de cocaína na mão dele. no bolso da bermuda, R$ 1.425 mil e no chão, ao lado, uma sacola verde com 38 porções de cocaína.

Com o mais novo havia apenas uma porção de cocaína. Ele confirmou espontaneamente “que foi até o local para comprar droga com o homem e pagou R$ 20 pelo papelote”. Já o mais velho, confirmou que “realiza tráfico e que acabara de vender uma porção ao rapaz que estava perto dele”. Além disso, confirmou que o material encontrado na sacola pertencia a ele.

Questionado se dentro da casa havia mais algum material ilícito, o suspeito relatou “que guardava R$ 7 mil, dinheiro referente a vendas anteriores das substâncias ilegais”. Com a autorização dele, militares encontraram o dinheiro e, diante da cena, lhe deram voz de prisão, conduzindo-o até à delegacia.

O delegado de plantão confirmou a prisão do envolvido, sem direito à fiança e o encaminhou à carceragem da Deic, onde permanecerá, ao menos, até passar por audiência de custódia. Já o mais novo reafirmou o que havia relatado aos policiais militares e se comprometeu a comparecer em juízo, quando for chamado, sendo liberado em seguida.

AS MAIS LIDAS