Redes Sociais

Cidades

Em meio à manobras ilegais, jovem cai de moto, fere namorada e desacata policiais

Já na delegacia, mais calmo, motociclista reconheceu que havia se excedido com as militares que atenderam a ocorrência

Publicado há

em

Divulgação/Ilustrativa

Além de machucar a namorada devido à manobras ilegais, motociclista teve o veículo apreendido pela Polícia Militar nesta quinta-feira (2), em Rio Preto. De acordo com informações do boletim de ocorrência, o envolvido ficou extremamente nervoso e chegou a ameaçar policiais militares femininas ao saber que a moto iria para o pátio.

As agentes relataram ao delegado que era por volta de 16h30, quando foram acionadas ao Distrito Industrial devido a um acidente de trânsito com vítima. No local, encontraram uma moça de 19 anos já dentro de uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros. A jovem contou que “estava na garupa do namorado, que vai sempre aquele local para realizar manobras e demonstrações de perícia com a motocicleta. Ele perdeu o controle e o casal acabou caindo e sofrendo lesões”.

A vítima, em seguida, recebeu encaminhamento ao Hospital Austa. Em conversa com o piloto, também de 19 anos dispensou atendimento médico e confirmou “que de fato sempre vai ali para fazer manobras com a moto. Desta vez, transportava a namorada e, em meio às demonstrações de perícia, acabou perdendo o controle e caindo com o veículo”.

Quando foi informado, porém, que a motocicleta seria recolhida ao pátio devido a falta de retrovisores e outras irregularidades, o jovem ficou irritado, xingou as policiais militares e depois as ameaçou, dizendo que “é trabalhador, que se não o pegarem primeiro, irá pegar as duas e as seguir até no inferno”. Com isso, recebeu voz de prisão e resistiu, sendo necessário uso de força para contê-lo e imobilizá-lo com algemas.

Ao delegado, o envolvido confessou “que excedeu-se com as policiais e realmente ofereceu resistência, mas que não tinha nada para reclamar do comportamento de ambas ou mesmo dos policiais civis envolvidos no registro da ocorrência”.

Por fim, o motociclista foi multado por ‘conduzir veículo sem itens obrigatórios’, ‘conduzir veículo com qualquer das placas sem legibilidade’ e ‘conduzir veículo com descarga livre’ (alterar o ronco do motor no escapamento do veículo, a fim de produzir ruídos intensos). A motocicleta, conforme já havia sido informado a ele, acabou retida e enviada ao pátio.

AS MAIS LIDAS