Redes Sociais

Cidades

Final de semana tem uma série de furtos à residências em Rio Preto

Em apenas um caso desta natureza registrado, algum dos envolvidos terminou preso

Publicado há

em

Divulgação/Ilustrativa

O fim de semana foi marcado por vários furtos em residências de Rio Preto. Ao todo, ao menos seis casos desta natureza foram registrados no plantão policial do município. O mais grave deles ocorreu no bairro Vila Ercília (ainda na sexta-feira, dia 16), onde foram levados uma ‘infinidade’ de produtos.

Foram furtados do imóvel uma caixa de som, diversos produtos de gênero alimentício, vários cremes e perfumes de marcas variadas, muitos brincos, pulseiras e bijuterias, documentos como registro e licenciamento de veículo, carteira de identidade, contrato de aluguel entre outros, dois cartões bancários, além de chave reserva de carro.

As vítimas, um agente de saúde, 27, e uma agente administrativa, 23 anos, declararam na delegacia que saíram de casa às 21h40 e retornaram 23h30, percebendo que o imóvel estava todo ‘revirado’, a porta da cozinha arrombada e os pertences desaparecidos.

Ainda de acordo com eles, existem casas vizinhas desabitadas e, provavelmente, os criminosos devem ter entrado por elas. A perícia técnica trabalhou no local.

Jaguaré

No Parque Jaguaré, criminosos furtaram um telefone celular no sábado à noite, que pertencia a um auxiliar de serviços gerais, de 53 anos. A vítima declarou “que estava em uma confraternização” e autorizou o bloqueio do item, o que pode levar até 72 horas para ser concluído.

Lafaiete

Um advogado de 59 anos teve a a residência invadida no Dom Lafaiete, também sábado. Foram levados um notebook, seis facas artesanais, cinco garrafas de whisky de diversas marcas, duas garrafas de licor e um telefone celular. Na Central de Flagrantes, ele informou que saiu do local às 11h e voltou 12h10, momento que notou que o local havia sido invadido.

Segundo ele, “os envolvidos pularam a grade da frente, foram até os fundos, estouraram um cadeado e entraram. Os objetos foram colocados em uma mochila. Antes de saírem, no entanto, consumiram diversos produtos que estavam na geladeira. Um vizinho também reclamou que entraram na casa dele”.

O mesmo vizinho declarou que estava em um Serv Festas e chegou um homem tentando vender garrafas de whisky no estabelecimento. Diante das informações, a vítima foi à loja e conseguiu imagens do suspeito, que vestia bermuda preta e camiseta branca, chegando ao imóvel coma mochila dele, oferecendo ao proprietário facas e garrafas de bebidas.

A documentação, porém, não esclarece se o proprietário do Serv Festas comprou algum item ou não.

Dória

Ainda no sábado, outro imóvel foi furtado em Rio Preto. Desta vez na Vila Dória, próximo das 19h. Um almoxarife de 26 anos ficou sem uma bicicleta aro 26, preta com detalhes laranjas. Segundo ele, “um desconhecido escalou o muro, acessou as dependências da casa, arrombou uma porta e levou a bike”. O local não foi preservado para a perícia técnica.

Marajó

O Jardim Marajó também foi alvo de furto de residência no último sábado. Neste caso, alguém levou os fios e cabos de um poste de energia. A vítima, um gerente de 41 anos, contou ao delegado que “um desconhecido furtou os fios e cabos do poste de energia da área externa da casa dele”. O local também foi prejudicado e a perícia não pôde realizar as análises necessárias.

Eldorado

Neste caso, o crime foi cometido já na madrugada desta segunda-feira (18), perto das 1h30. Mas o caso terminou com final feliz, já que um dos envolvidos, desempregado de 26 anos, foi preso em flagrante e os objetos que seriam furtados permaneceram na casa, pertencente a um vendedor de 47 anos.

Já estavam separados para serem levados um cortador de grama elétrico, bicicleta de criança, forno micro-ondas, duas torneiras, diversas ferramentas, máquina de lavar de pressão, 20 itens entre panelas e sanduicheira. Policiais militares informaram ao delegado que foram acionados ao endereço devido a um furto em andamento.

Ao chegarem, já se depararam com um portão basculante arrombado e um homem no quintal. Questionado, confessou “que estava ali para furtar, já que recebeu informação de um comparsa que os moradores não se encontravam”. Um dos outros dois envolvidos que estava no imóvel conseguiu fugir antes que a viatura parasse.

O proprietário foi contatado e avisado sobre o caso, enquanto que o envolvido levado para o plantão policial. A vítima apresentou junto com as declarações, imagens das câmeras de segurança. Segundo o despacho do delegado, “a situação flagrancial está delineada, confirmando a voz de prisão e encaminhando o suspeito ao Centro de Triagem de Presos da Delegacia Seccional de Rio Preto”.

Em todos os casos, os boletins de ocorrência foram encaminhados aos distritos policiais correspondentes aos locais dos fatos, onde serão iniciadas as investigações por meio da Polícia Civil de Rio Preto.

AS MAIS LIDAS