Redes Sociais

Cidades

Homem é preso durante operação contra organização criminosa em Catanduva

Operação Alcateia foi deflagrada pelo Gaeco e a Polícia Federal
nesta terça (12)

Publicado há

em

Divulgação/ PF

Um homem foi preso por posse ilegal de arma de fogo durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, nesta terça-feira, 12, em Catanduva, na região. A ação fez parte da Operação Alcateia, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e Polícia Federal.

Segundo a PF, os policiais estavam na casa de um investigado para cumprir o mandado de busca. A ordem judicial era apreender materiais como documentos, computadores, celulares e evidências que poderiam ser analisadas em perícia, mas, os agentes encontraram uma arma e questionaram o homem. Ele não tinha a documentação de posse adequada e foi preso em flagrante.

A Operação Alcateia foi deflagrada para desarticular uma organização criminosa dedicada ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro estabelecida em Ribeirão Preto. Por determinação da Justiça, foram cumpridos 26 mandados de prisão temporária e 39 mandados de busca e apreensão em quatro cidades do interior paulista – Ribeirão Preto, Franca, Catanduva, Serrana – e ainda em Passos (MG) e Mirassol D’Oeste (MT).

Foi também determinado o bloqueio de contas bancárias em nome dos investigados e de laranjas, bem como apreensão de automóveis e sequestro de imóveis.

As investigações revelaram uma estruturada organização criminosa que se dedicava ao tráfico de drogas, em especial cocaína e crack, sediada em Ribeirão Preto, composta por quase 60 integrantes, movimentou, no período de cinco anos, mais de R$ 700 milhões. Apurou-se que, apenas entre julho de 2022 e novembro de 2023, o grupo criminoso tenha faturado, ao menos, R$ 54 milhões de reais com o narcotráfico.

A estrutura criminosa contava com um grupo de integrantes que se destinava exclusivamente a movimentar os lucros do tráfico, com sucessivas manobras de lavagem de capitais, mediante utilização de contas bancárias em nome de terceiros, aquisição de automóveis, imóveis e outros bens.

O objetivo principal da operação é, além de desestruturar uma das mais importantes organizações criminosas voltada ao tráfico de drogas na região de Ribeirão Preto, recuperar o patrimônio ilícito obtido pelos criminosos. O prosseguimento das investigações se dará agora mediante análise do material apreendido nesta data, além de outras diligências.

AS MAIS LIDAS