Redes Sociais

Cidades

Bandidos armados roubam posto de combustíveis no distrito de Talhado

Até o encerramento da apresentação da ocorrência na delegacia, nenhum envolvido havia sido localizado

Publicado há

em

Divulgação/Ilustrativa

Três criminosos armados assaltaram um posto de combustíveis no distrito de Talhado na noite desta quarta-feira (24). De acordo com informações do boletim de ocorrência, o trio utilizava balaclava no rosto, rendeu funcionários, além de fazer ameaças e agredir um deles. Ninguém foi preso.

Duas das vítimas, o representante do estabelecimento, 49, e a caixa, mulher de 60 anos, compareceram à delegacia e relataram os fatos. A funcionária disse “que era por volta de 19h25, quando um desconhecido entrou na loja com uma arma de fogo anunciando o assalto e direcionando a arma para o rosto dela. Ele vestia balaclava branca, moletom claro e aparentava ser branco. Exigiu que entregasse todo o dinheiro em caixa, dizendo ‘passa tudo, passa tudo’ e levou R$ 581,15”.

Ela seguiu a declaração contando que “enquanto o homem, que estava alterado, lhe ameaçava com a arma, um segundo criminoso levou frentistas e clientes para dentro da loja. No banheiro do posto, na área externa, estava o guarda, que foi surpreendido por um terceiro envolvido que o aguardava na porta e também o levou para dentro da conveniência. A ordem era para que todos encostassem na parede e ficassem quietos”.

Nesse instante, “o segundo homem citado se aproximou, lhe desferiu dois tapas nas costas, exigindo que entregasse mais dinheiro, mas informou que não havia mais no caixa. Com isso, ele passou a xingá-la aos gritos e foi ao estoque, pegando duas caixas de cigarros e três de ‘paieiro’, além do celular dela. Na posse do dinheiro, cigarros e telefone, todos saíram correndo para uma mata próxima ao estabelecimento, sentido bairro E-mais”.

A Polícia Militar foi acionada imediatamente e foi até o local. Um outro funcionário localizou mais tarde um aparelho de telefone celular deixado no caminho utilizado pelos bandidos. No local existe câmeras de monitoramento que podem ter gravado a ação criminosa. O caso será investigado pela Polícia Civil.

AS MAIS LIDAS