Redes Sociais

Cidades

Em Rio Preto, rede municipal de ensino serve 118 mil refeições por dia

Novidades incrementam cardápios da merenda a partir desta segunda-feira (5)

Publicado há

em

Foto: Marcos Morelli/SMCS

A rede municipal de ensino de São José do Rio Preto está preparada para receber os mais de 39 mil alunos matriculados nas creches e escolas, que darão início ao ano letivo de 2024 na nesta segunda-feira, 5 de fevereiro.

Dentre os preparativos, a alimentação escolar é um dos pontos que recebem grande cuidado, uma vez que a previsão é que sejam produzidas, em média, 118 mil refeições por dia, entre lanches e pratos principais.

Para tanto, um batalhão de 446 merendeiras, dezenas de nutricionistas e outros envolvidos no processo estarão a postos, conforme treinamento de boas práticas recebido na última semana.

“Ao longo do ano, teremos 6 diferentes cardápios, incluindo um de férias, que por sua vez são determinados conforme a faixa etária dos alunos: berçário 1 (até 1 ano de idade), berçário 2 (1 a 2 anos), maternal (3 a 4 anos), infantil (4 e 5 anos) e fundamental (6 a 11 anos)”, explica a nutricionista Elizandra Bonin, responsável pelo Departamento de Nutrição e Alimentação Escolar.

Diariamente, são ofertadas a todos os alunos duas refeições por período, sendo um lanche na entrada e a refeição principal, com fruta de complemento ou sobremesa.

Para 2024, serão incluídos quatro novos preparos, que costumam agradar o interesse e o paladar das crianças: arroz carreteiro com pernil, escondidinho de batata doce com frango, fritata de omelete com batata e frango cremoso com milho.

Além desses, os alunos também poderão apreciar os já aprovados: macarronada de carne/frango, galinhada, pernil acebolado, feijoada, estrogonofe de frango, peixe em molho, dentre outros.

“Os cardápios são elaborados pelas nutricionistas do Departamento de Nutrição e Alimentação Escolar seguindo todas recomendações do PNAE (Programa Nacional Alimentação Escolar). O objetivo principal é oferecer alimentos adequados, em quantidade e qualidade, de forma a suprir as necessidades nutricionais dos alunos durante o período em que eles permanecem na escola”, destaca Bonin.

Os cardápios ainda têm o intuito de contribuir para a aprendizagem, o rendimento escolar e a promoção da formação de hábitos alimentares saudáveis.

Eles são elaborados priorizando a utilização de alimentos in natura, como frutas, legumes, verduras, e dos minimamente processados, como arroz, feijão, ovos, leite e carnes.  Além disso, respeitam hábitos alimentares, a cultura alimentar e a diversificação agrícola da região através da compra dos alimentos produzidos pela agricultura familiar.

“Rio Preto investe 85% dos recursos federeis destinados à merenda adquirindo alimentos do pequeno agricultor local – muito além dos 30% exigidos pelo programa. Com isso, temos maior controle de planejamento e da qualidade dos alimentos fornecidos, além de sustentar uma cadeia virtuosa de manutenção das famílias que vivem do campo. É um trabalho integrado de segurança alimentar e nutricional”, enfatiza o secretário de Agricultura e Abastecimento, Pedro Pezzuto.

O investimento inicial previsto para a Alimentação Escolar é de R$ 23 milhões para compra de gêneros alimentícios. São adquiridas cerca de 92 toneladas de alimentos por semana.

O Departamento de Nutrição e Alimentação Escolar está sempre pronto para atender as demandas que podem surgir no dia a dia das escolas e realizar ajustes, sobretudo na fase de recepção e acomodação dos alunos. Se necessário, a comunidade escolar deve entrar em contato com a direção da escola ou creche, que fará a comunicação com o Departamento.

O Conselho de Alimentação Escolar, ponte entre a comunidade escolar e as famílias, aprovou os cardápios de 2024 e acompanha todo o processo relativo à merenda.

AS MAIS LIDAS