Redes Sociais

Cidades

Rapaz que estava internado em estado grave após acidente morre no hospital

testemunha afirmou que vítima não respeitou o sinal vermelho do farol antes do choque

Publicado há

em

Divulgação/Ilustrativa

Um motociclista de 25 anos, que estava internado após se chocar gravemente contra um ônibus, não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital nesta quarta-feira (28). De acordo com informações do boletim de ocorrência, Gabriel Leopoldo Lima não respeitou o sinal vermelho antes do acidente (veja mais detalhes clicando aqui) no cruzamento das ruas Saldanha Marinho com Antônio de Godoy por volta de 22h15 da última terça.

Na comunicação enviada à Central de Flagrantes, funcionário do Hospital de Base, informam que “após os fatos narrados na primeira versão do boletim de ocorrência, a vítima não resistiu aos ferimentos decorrentes do acidente, tendo o óbito constatado pelo médico responsável no dia 28/02/2024 às 14h45, com hipótese diagnóstica: TCE grave, edema cerebral difuso e hipertensão intracraniana”.

O corpo da vítima foi encaminhado por veículo funerário para o Instituto Médico Legal (IML), a fim de ser realizado exame necroscópico. A documentação terminou encaminhada à delegacia correspondente a área dos fatos, que já investiga o caso.

Entenda

Na noite de terça-feira, policiais militares informaram que foram acionados ao local devido a um acidente de trânsito com vítima grave no cruzamento das ruas Saldanha Marinho com Antônio de Godoy. Se depararam com o rapaz sendo atendido por uma viatura do Corpo de Bombeiros, que o encaminhou em seguida ao Hospital de Base, já entubado.

O motorista do coletivo, 43 anos, relatou que “dirigia o ônibus pela rua Antônio de Godoy, quando no cruzamento com a Saldanha Marinho um desconhecido em uma motocicleta desrespeitou o semáforo vermelho e colidiu contra o coletivo. Após o choque, foi projetado para a frente, caiu no chão e a moto parou debaixo do ônibus”.

A motocicleta conduzida pelo rapaz era uma CG 160 Start preta. A perícia técnica compareceu e realizou os testes necessários e nenhum familiar da vítima foi localizado, fato que fez com que a moto fosse apreendida administrativamente pela Polícia Militar.

AS MAIS LIDAS