Redes Sociais

Cidades

Casal é detido com crack e cocaína no bairro Solo Sagrado

De acordo com o boletim de ocorrência, homem foi mantido preso e mulher será investigada pelo crime de tráfico

Publicado há

em

Divulgação/Ilustrativa

Um casal foi detido com uma quantidade considerável de drogas neste sábado (15) no bairro Solo Sagrado em Rio Preto. De acordo com informações do registro policial, a jovem está grávida e passou mal na delegacia, necessitando de atendimento médico. Ela será investigada pelo crime de tráfico de drogas, enquanto que o companheiro foi mantido preso pelo delegado.

Policiais militares relataram na Central de Flagrantes que era perto das 17h, quando realizavam patrulhamento de rotinha e se depararam com um homem em atitude suspeita. Ao perceber a presença da viatura, tentou fugir e entrar em uma casa, mas já era tarde. Acabou abordado ainda no quintal. Identificado com pedreiro de 45 anos, o suspeito carregava com ele quatro pedras de crack embaladas individualmente para comércio e cinco porções de cocaína em saquinhos tipo ‘zip’.

Indagado se havia mais substâncias ilegais dentro da residência, o pedreiro negou. Em contato com uma jovem que estava no imóvel (dona de casa, 21 anos), ela autorizou a entrada dos agentes e acompanhou as buscas. Policiais descobriram em cima de um armário na cozinha, dentro de uma sacola, R$ 945 em dinheiro, 60 pedras de crack embaladas igualmente às encontradas com o suspeito, dez porções de cocaína, diversos saquinhos vazios, um tijolo de cocaína, uma faca, um rolo de plástico filme e um saco contendo pó branco dentro.

Questionada, a garota afirmou “que desconhecia a existência de entorpecentes no local”. Novamente interrogado, o envolvido alegou “que todo o material seria para consumo pessoal da companheira, que é usuária de drogas”. Diante dos fatos, agentes apreenderam todo o material e conduziram a dupla até o plantão. No local, a jovem, que está grávida, passou mal e precisou ser levada para a Santa Casa de Misericórdia. O pedreiro foi mantido preso pelo delegado e permanece à disposição da Justiça.

AS MAIS LIDAS